Onze vereadores de Santa Rita são presos em flagrante por peculato

Onze vereadores de Santa Rita e o contador da Câmara foram presos em flagrante na madrugada de hoje na BR 101 acusados de peculato por terem viajado a Gramado no Rio Grande do Sul forjando um curso que não teria ocorrido. As prisões se deram na Operação Natal Luz, deflagrada pelo Gaeco com apoio da Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (Draco). Os detidos haviam desembarcado em Recife e seguiam para suas casas. São eles Anésio Miranda, presidente da Câmara, e os vereadores Brunno Filho de Cicinha, Cícero Medeiros, Sérgio Confecções, Francisco Queiroga, Rosa do Vaqueiro, João Grandão, Marcos Farias, Galego do Boa Vista, Diocélio de Várzea Nova e Ivonete, além do contador da Câmara, Fábio Cosme. A acusação contra eles é de uso irregular de diárias pagas pela Câmara que somente em 2019 empregou mais de R$ 507.723 mil em concessão de diárias.

O grupo de vereadores viajou ao Rio Grande do Sul para participar do V Seminário Regional de Agentes Públicos que deveria acontecer de 31 de outubro até o dia de ontem. Paralelamente, está acontecendo o Natal Luz, principal evento turístico de Gramado. O Ministério Público do Rio Grande do Sul, a pedido do MP da Paraíba, acompanhou a agenda dos vereadores e verificou que o local apontado como sede do curso, o Hotel Laje de Pedra, não estava sediando qualquer evento. Na verdade, os parlamentares estavam no Hotel Vila do Aconchego e participaram de um curso realizado em poucas horas e voltado apenas para os paraibanos e um vereador de Sergipe. No resto do tempo, os compromissos eram passeios pela cidade.

O delegado Allan Murilo Térruel, da Delegacia Especializada de Repressão ao Crime Organizado (Draco), informou o que levou à deflagração da operação para a prisão do grupo: “Uma pessoa entregou comprovantes da contratação do curso”, contou. “Desvio de recursos públicos para fins pessoais”, detalhou sobre o possível crime cometido pelos vereadores.

Os telefones celulares de todos os vereadores e do contador foram apreendidos. Todos os presos foram encaminhados para a Central de Polícia, no bairro do Geisel, na Capital. Haverá uma coletiva à imprensa às 9 horas para prestar mais esclarecimentos sobre as prisões.

Onze vereadores de Santa Rita são presos em flagrante por peculato

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.