“O Palácio da Redenção não será mais fonte de discórdia e intrigas”, diz Veneziano

Com a pré-candidatura lançada oficialmente, o senador Veneziano Vital do Rêgo (MDB) disse nesta segunda-feira (21) que a Paraíba terá, a partir de janeiro, um governo do povo e um governador popular.

“O Palácio da Redenção não vai ser pelourinho da representação social do nosso estado, não será mais ser fonte da discórdia, das intrigas”, declarou Veneziano.

A declaração foi feita durante a solenidade de lançamento de sua pré-candidatura ao governo, tendo em sua chapa o ex-governador Ricardo Coutinho (PT), como candidato ao Senado Federal.

Na ocasião ele defendeu o exercício da boa política. “É por meio dela que podemos fazer algo diferente, algo que corresponda as expectativas”, completou.

“O Palácio da Redenção não será esse pelourinho, que olhe com olhar enviesado quando setores da nossa sociedade reclamam por um diálogo”, completou.

Veneziano afirmou que é fundamental que esse diálogo volte ao governo do Estado. “A Paraíba pode muito mais, os paraibanos esperavam muito mais, e entre esses, eu próprio”, afirmou.

Disse que a caminhada é dura e que exigirá a participação de todos, mas destacou a experiência do grupo que o apoia para alcançar os objetivos.

“Temos um palanque de experiência de homens e mulheres que já mostraram saber fazer, e que tenham humildade de receber, de não negar uma audiência sequer, de respeitar os companheiros”, ressaltou.

Ainda em sua fala, Veneziano fez duras críticas ao governo federal e disse que muito mais do que a eleição proporcional e majoritárias no Estado, está em jogo a eleição do ex-presidente Lula.

“Aqui há uma disputa para que implementemos realidades diferentes em âmbito nacional e estadual”, afirmou.

 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.