Novo reitor da UFPB posa com conservadores e diz que não permitirá “baderna”

Empossado ontem à noite como novo reitor da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Valdiney Veloso Gouveia posou com representantes da Ordem dos Conservadores e com a bandeira do movimento na noite de ontem no auditório do Hospital Universitário, onde aconteceu a solenidade de posse. Em entrevista, Valdiney, que teve pouco mais de 5% dos votos na consulta à comunidade acadêmica, ficando em terceiro lugar, disse que não permitirá baderna em sua gestão.

A posse do novo reitor estava prevista para acontecer de maneira virtual já que um grupo de manifestantes tem se concentrado em frente ao prédio da reitoria da UFPB desde que Valdiney foi nomeado e pretendia impedir sua entrada no local. De última hora, a solenidade foi reagendada para o auditório do HU, mas mesmo assim, um grupo protestou e atirou ovos em quem chegava para prestigiar o ato de posse. O deputado Cabo Gilberto e a esposa do vereador Renato Martins foram algumas das pessoas atingidas pelas “ovadas”.

“Não vamos tolerar baderna, deterioração do patrimônio público… é preciso agir com responsabilidade, com respeito… os colegas que porventura estejam mobilizando essas atividades devem lembrar que eles têm compromisso e responsabilidade. Eu torço que eles estejam cumprindo suas cargas horárias”, disse Valdiney depois de empossado.

Conservadores – Depois da consulta à comunidade universitária, na qual a chapa encabeçada pelas professoras Terezinha e Mônica foi a mais votada, a Ordem dos Conservadores promoveu uma mobilização pedindo a nomeação de Valdiney.

O texto compartilhado no perfil da Ordem àquela época era o seguinte: ““Alunos e ex-alunos da Universidade Federal da Paraíba pedem ao Presidente da República @jairmessiasbolsonaro a nomeação do professor Valdiney Gouveia para a Reitoria da Universidade. Estamos em um novo Brasil, um país que quer produzir e que quer servir bem a sociedade. Não acreditamos que a atual gestão tenha feito muito por nossa Alma Mater, mas afundado a instituição em brigas partidárias e sindicais. São greves, oposições infundadas ao governo federal, que antes prejudicam do que engrandecem. Também alguns de seus integrantes possuem ligação com partidos que levaram o nosso país ao atual caos político e econômico, em suma ao Partido dos Trabalhadores. A chapa vencedora do último pleito possui um viés não muito diferente, senão mais acentuado, recebendo apoio e felicitações do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL). Por isso dizemos, afasta de nós esses cálices! Não os queremos e deles não precisamos. Pedimos ao Ministério da Educação que ouça os nossos clamores, e a despeito da lista tríplice nomeie o professor Valdiney Gouveia, em vista de que democracia maior foi exercida quando das eleições de 2018 em que o atual governo foi eleito por 57 milhões de votos. Essa é a posição daqueles que o apoiam na Paraíba”.

4 comentários

  • Clodoaldo
    16:17

    Qual o erro de ser conservador, o que vimos no país na última década foi uma onda progressista que só fez roubar

  • Mariza Monteiro Borges
    16:17

    Abandonou a bandeira do Estado e a da Universidade? Não é esse o sentido do NEGO da bandeira paraibana!

  • LUIS EVANDRO SANTOS DE SA
    16:17

    Não vai permitir baderna, mas a quadrilha de conservadores que lhe acompanha na foto está sem máscara. Vai fazer como no Palácio do Planalto, que aos inimigos reserva o rigor da lei, e para os amigos todas as benesses da lei, mas por óbvio, pagas com dinheiro público e nada do bolso deles.

  • Fernando Abath Cananea
    16:17

    Incrível constatar que o interventor da ufpb que tanto crítica quem tem uma ideologia apresenta-se com o apoio de um grupo de extrema direita como esse grupo que se intitula Conservadores. Absurdo.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.