Nota de repúdio do Consuni ao reitor da UFPB passa a ter acesso restrito

O Conselho Universitário (Consuni) da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) aprovou na última segunda-feira, 9, uma nota de repúdio pela nomeação, pelo presidente Jair Bolsonaro, de uma candidatura que não foi a escolhida pela comunidade universitária. O novo reitor é Valdiney Gouveia que teve pouco mais de 5% dos votos, mas não foi votado por ninguém nos conselhos da instituição.

Na formação da lista tríplice, em votação secreta, as professoras Terezinha Domiciano e Mônica Nóbrega ficaram em primeiro, com 47 votos; os professores Isac Medeiros e Regina Celi, tiveram 45 votos; e os docentes Valdiney Gouveia e Liana Albuquerque, não tiveram voto algum dos conselheiros.

O ParlamentoPB entrou em contato com o novo reitor e quis saber o motivo pelo qual a nota de repúdio à nomeação dele, aprovada pelo Consuni, está protegida para acesso. Quem quiser ler o texto no site do Consuni deve entrar com seu login e senha. Ao ser questionado sobre eventual “censura” ao conteúdo, Valdiney limitou-se a declarar: “Condutas erráticas serão devidamente apuradas e os infratores responsabilizados”.

Confira a nota de repúdio:

“Mais do que a defesa de uma candidatura específica, o que move este CONSUNI é a defesa dos preceitos de democracia e autonomia universitária, nos termos do artigo 207 da Constituição Federal.

Essa decisão rompe com uma longa tradição, construída ao longo de décadas, que é o respeito a escolha democrática da comunidade universitária e a garantia da nomeação da candidatura mais votada, mesmo por governos de diferentes espectros políticos. Esta atitude, mais do que respeitar a posição expressa pela maioria dos integrantes da instituição, tem por princípio o reconhecimento da importância de termos uma reitoria com efetivo papel de liderança acadêmica, administrativa e política reconhecida pelos membros da própria Universidade, o que aufere legitimidade para sua atuação, justamente nesses tempos difíceis que atravessamos”.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.