Pastor Estevam

Pastor da Primeira Igreja Batista de João Pessoa. Pscicólogo clínico, escritor, conferencista motivacional. Casado com Dra Aurelineide, e pai de Thayse e André.


Não te espantes!

Um dos mais fascinantes relatos bíblicos é o episódio em que Josué é convocado por Deus para substituir Moisés na condução do povo hebreu para a conquista de Canaã, a terra prometida. Josué tremeu diante da responsabilidade e dos obstáculos que tinha à sua frente, especialmente a travessia do rio Jordão. Deus, então, o encorajou dizendo: “Não pasmes, nem te espantes, Eu serei contigo”. (Josué 1:9)

Em nossa vida, estamos sempre nos confrontando com situações que requerem coragem diante das barreiras que tentam impedir nossas conquistas. Há sempre um “Jordão” ao longo de nossa caminhada. São dificuldades aparentemente intransponíveis; são obstáculos que se interpõem entre nós e a “terra prometida”. Podem ser pessoas, sentimentos, algo inesperado, como uma enfermidade súbita, ou qualquer obstáculo de natureza material, política ou subjetiva, diante do qual nos sentimos impotentes.

Geralmente, diante de situações difíceis, ampliamos o tamanho do problema e diminuímos o ângulo da esperança, como também negamos nossas potencialidades, nossa criatividade e perdemos a nossa auto-estima. O “Jordão”, que antes era apenas um rio, torna-se agora um grande oceano. A dificuldade transformou-se em obstáculo, e este por sua vez, cresceu tanto que parece quase intransponível.

A síndrome de Josué tem deixado muitos à margem do “Jordão” e também da história, sem conquistas, sem vitórias, sem coragem – apenas vivendo de lamentos e justificativas para o não prosseguir em frente. Quando não se quer lutar, desculpas não faltam. A altura de uma muralha depende sempre de como olhamos para ela. Nossa visão, de otimismo ou de pessimismo, delimita sempre os espaços de nossas conquistas.

Nunca faltará um “Jordão” em nossa trajetória, devemos encará-lo sempre como desafio através do qual vamos conquistando nossas vitórias, dia após dia. Este novo tempo, será então um tempo de vitória, de paz, de alegria, de restaurações, de conquistas, pois, a voz de Deus falando a Josué, vem ecoando ao longo da história, e hoje, chega aos nossos ouvidos: “Não pasmes, não te espantes, pois Eu serei contigo por onde quer que andares”.

Comentários