MPF vai construir novo prédio em João Pessoa

O Ministério Público Federal na Paraíba (MPF) lançou edital para contratação de empresa para execução da obra de construção do edifício-sede da Procuradoria da República na Paraíba (PR/PB), localizado na Av. Epitácio Pessoa, nº 1800, Torre, em João Pessoa (PB). O aviso de licitação foi publicado em 9 de novembro de 2010 e a estimativa é de que a construção seja concluída em 30 meses.

A edificação terá, aproximadamente, 9.600 m² de área, 13 pavimentos, 50m de altura, três elevadores, automação predial, sistema de prevenção contra incêndio, rede lógica, sistema de tratamento de águas já utilizadas, dentre outros equipamentos. A obra tem previsão de valor global máximo de R$ 25.817.401,72.
A licitação será realizada na modalidade concorrência, do tipo menor preço, sob a forma de empreitada por preço global nos termos da Lei n° 8.666/93 (Lei das Licitações) e do Decreto nº 92.100/85 (que estabelece as condições básicas para a construção, conservação e demolição de edifícios públicos).

Os envelopes com as propostas e a documentação serão recebidos em 10 de dezembro de 2010, às 9h, no auditório da Procuradoria da República na Paraíba, localizada na Av. Getúlio Vargas, nº 277, Centro, João Pessoa (PB). Poderão participar da licitação quaisquer empresas ou sociedades estabelecidas no Brasil,
individualmente, que estejam credenciadas para execução de obras e serviços desse porte. Também devem estar devidamente reconhecidas pelo Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (Crea) e em condições de atender todas as exigências do edital.

As empresas interessadas podem obter cópia do edital, bem como baixar todos os anexos (planilhas/ projetos) diretamente através da internet, no endereço www.prpb.mpf.gov.br, ou no endereço acima mencionado, de segunda a quinta-feira, das 13h às 18h, e, na sexta-feira, das 8h às 13h. Informações
complementares poderão ser obtidas na Comissão Permanente de Licitação da PR/PB pelos telefones (83) 3044-6245/6200.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.