Morosidade do TJ é denunciada por populares em audiência com CNJ

Ao todo 46 cidadãos compareceram ontem ao Anexo Administrativo do Tribunal de Justiça da Paraíba, em João Pessoa para fazer críticas e sugestões funcionamento do Judiciário no Estado. Demora na tramitação de processos e reclamações contra a atuação de juízes e funcionários foram os principais problemas apontados pelas pessoas que compareceram ao primeiro dia de atendimento prestado por funcionários da Corregedoria do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Outras 24 pessoas se inscreveram para participar da audiência pública de hoje à tarde.
 
A audiência está sendo presidida pelo corregedor nacional de Justiça, ministro Gilson Dipp. Paralelamente, 13 funcionários da Corregedoria continuaram o atendimento individual das 9h às 13h e das 14h às 19h. Na audiência pública, cidadãos e representantes de entidades poderão apresentar suas críticas e propostas diretamente ao ministro. Diversas entidades ligadas ao judiciário foram convidadas a se manifestar. Ontem, representantes do Banco do Nordeste, da Câmara Municipal de João Pessoa, da Ordem dos Advogados do Brasil – PB, da Defensoria Pública e de associações de servidores do Tribunal e de oficiais de justiça se inscreveram para manifestar publicamente suas observações em relação ao funcionamento da Justiça no Estado.

Inspeção – As informações colhidas na audiência pública e nos atendimentos individuais servirão de complemento para a inspeção que o CNJ começou na segunda-feira, 25, na Justiça Comum de primeira e segunda instância da Paraíba. Os três juízes auxiliares da Corregedoria e outros dois da presidência do CNJ inspecionaram os gabinetes dos 19 desembargadores e as unidades administrativas do TJPB. A totalidade de Varas Criminais, além de grande parte das Varas Cíveis de João Pessoa também já foram alvo da correição. Ontem, os juízes visitaram algumas varas de Campina Grande e nos próximos dois dias percorrerão outras unidades judiciárias e cartórios extrajudiciais de cidades do interior. O objetivo da inspeção é identificar as deficiências e as boas práticas do Tribunal, a fim de melhorar o atendimento ao cidadão paraibano.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.