Ministro frustra expectativa e falta a seminário sobre turismo na PB

O Ministro do Turismo Pedro Novais frustra a platéia que o esperava e não comparece nem envia representante ou qualquer justificativa para o Seminário do Turismo promovido hoje, sexta (3) pela Assembléia Legislativa da Paraíba, no Centro Turístico de Tambaú, em João Pessoa.

A Sessão especial da Assembléia foi convocada por iniciativa do deputado Francisco Assis Quintans e foi presidida pela Deputada Estadual e Presidente da Parlatur, Léa Toscano.

Na mesa principal compareceu ainda o Secretário de Cultura da Paraíba, Chico César. Diversos prefeitos e participantes usaram da palavra abordando as dificuldades do turismo paraibano, entre eles a prefeita de Rio Tinto, Magna Gerbasi, do Conde, Aluísio Régis, de Bananeiras, Marta Ramalho.

Foi cobrado do Secretário de Turismo do estado, Renato Feliciano, há seis meses no cargo que convoque a primeira reunião em sua gestão do Conselho Estadual de Turismo, Condetur, para definir a política de turismo para os próximos anos. Por incompatibilidade de agenda, o governador do estado, Ricardo Coutinho, que estava previsto encerrar o seminário, também não compareceu.

O seminário, teve como objetivo discutir gargalos e apontar soluções para o desenvolvimento do turismo paraibano. No painel "Ações para o Desenvolvimento do Turismo na Paraíba" Jeanine Pires ex-presidente da Embratur apresentou diversas iniciativas para o desenvolvimento do turismo na Paraíba, incluindo as 5 metas do Estado para a Copa do Mundo.

Destaque ainda para os pontos apresentados pelo técnico Jesús Cámara Zapata e na hora dos debates pela participação do empresário Quintans, que sugeriu à Assembléia Legislativa um projeto de lei sugerindo que nas indicações para os cargos de turismo que fossem preenchidas por pessoas que conheçam o setor e que cada governo que começa deve se comprometer em dar continuidade às ações anteriores, principalmente as que visam beneficiar o turismo.

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.