Menino acorrentado em casa ainda não tem previsão de alta, mas já melhorou da anemia, diz hospital

O menino de sete anos que deu entrada no Hospital de Trauma de Campina Grande após ser resgatado de dentro de casa, em Boqueirão, segue internado na unidade hospitalar e teve melhora no quadro de anemia. Ele ainda está submetido a antibióticos para o combate aos ferimentos, segundo aponta o boletim médico divulgado na manhã deste sábado (13), pela assessoria da instituição.

Ainda conforme o boletim médico do Hospital de Trauma de Campina Grande, o menor tem mantido os sinais vitais preservados e “o tratamento e internamento da criança será prolongado”.

Ele foi hospitalizado na noite de quarta-feira (10) após ser encontrado acorrentado em Boqueirão, dentro de casa. A mãe é procurada pela polícia e suspeita de maus tratos.

Durante a semana, em outro boletim, o diretor técnico do Hospital de Trauma de Campina Grande, médico Gilney Porto, informou que será preciso realizar cirurgia plástica para reconstruir o couro cabeludo do menino, o qual tem vários sinais de queimaduras pelo corpo.

Menino acorrentado em casa ainda não tem previsão de alta, mas já melhorou da anemia, diz hospital

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.