Maranhão admite aceitar ministério, mas diz que não foi convidado

O governador José Maranhão (PMDB), afirmou hoje que seu caráter não permite que ele se insinue para a vaga de ministro, afinal é um cargo de extrema confiança e só poderá ser ocupado por pessoas indicadas pela presidente eleita, Dilma Rousseff (PT). Apesar de não se oferecer, o governador admite a importância da função.

– O cargo de ministro é de confiança, eu não vou me insinuar para ocupá-lo. Mas devo dizer com toda humildade que essa função é de grande relevância para o Estado, afirmou.

Ele disse ainda que só aceitará a proposta se essa trouxer algum beneficio à Paraíba.

– Caso eu seja mesmo convidado, e não estou dizendo que serei, havendo nesse ministério a possibilidade de ajudar os paraibanos, eu posso aceitar. Digo com sinceridade, sem egoísmo. Mas se depender de insinuação de minha parte isso, não acontecerá nunca. Sempre regi minha passagem pela política pelos princípios da boa ética e não acho legal alguém se candidatar ao cargo de ministro, finalizou.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.