Manoel Júnior e Guilherme Almeida assinam ficha de filiação ao PSR

Um deputado federal e um estadual assinaram hoje a ficha de filiação ao recém-criado Partido Socialista da República (PSR). Manoel Júnior e Guilherme Almeida decidiram hoje de manhã deixar o PSB de Ricardo Coutinho depois das declarações do presidente nacional da legenda, Eduardo Campos, dando carta branca para que o prefeito de João Pessoa, Ricardo Coutinho (PSB) seja candidato ao Governo e celebre as alianças necessárias para viabilizar sua eleição.

Manoel e Guilherme apoiam a reeleição do governador do Estado, José Maranhão, e se viram sem alternativa para permanecer no PSB sob o comando de Ricardo Coutinho, cuja candidatura foi anunciada por Campos.

O nome do deputado Expedito Pereira também foi citado por uma fonte ligada aos parlamentares como sendo um dos dissidentes, mas ele procurou a reportagem do Parlamentopb para negar a informação: "Eu já conversei sobre essa filiação, mas não assinei ficha nenhuma. Eu entrei no PSB pela porta da frente e se tiver de sair, será por ela. Quando eu tomar uma decisão, avisarei primeiro ao prefeito Ricardo Coutinho", disse o parlamentar.

Um outro deputado, Carlos Batinga, está sendo procurado pelos dissidentes,mas tem tangenciado para não se definir neste momento sobre seu apoio para o Governo. Os ex-socialistas, contudo, acreditam que Batinga vai seguir o mesmo caminho e deixar o PSB porque suas principais bases (Monteiro, Sumé e Taperoá) têm presenças fortes de peemedebistas que cobram o alinhamento do parlamentar ao grupo de José Maranhão.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.