Mais votada para reitoria da UFPB admite recorrer à Justiça para garantir resultado

A candidata mais votada para a reitoria da UFPB, Terezinha Domiciano, da chapa 2, espera que o Consuni referende o resultado das urnas expressado pela comunidade acadêmica na eleição do último dia 26 de agosto. “Que o Consuni possa referendar a vontade da comunidade universitária de docentes, servidores técnico-administrativos e de discentes que é a chapa 2 vencedora no último pleito do dia 26. É isso que a gente acredita que a universidade possa fazer, tradicionalmente, respeitando a vontade da comunidade acadêmica” disse.

Embora evite usar o termo golpe, Terezinha se disse surpresa com o parecer jurídico da Procuradoria Jurídica da UFPB pedindo a anulação da votação, e acrescentou que tomará as medidas cabíveis. “Nós fomos eleitas por vontade da maioria absoluta dos eleitores que foram para as urnas eletrônicas, para votar na chapa 2, e nós estamos surpresos. Estamos consultando advogado para ver quais são as medidas cabíveis, se houver, para que seja obedecido o voto que foi dado em nossa chapa, a chapa 2, que tivemos uma maioria absoluta de votos”, ressaltou.

Segundo Terezinha se houve alguma falha no processo não foi por parte dos candidatos. “Pelo que o parecer do STI colocou que 3 eleitores que não poderiam votar, que eram da EBSEH, entretanto não são os candidatos que colocaram esse colégio eleitoral”, destacou.

Apesar da expectativa em torno da nomeação da mais votada, o presidente Jair Bolsonaro poderá escolher qualquer um dos componentes da lista tríplice, composta ainda por Isac Medeiros e Valdiney Gouveia.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.