Mais um caso de malária é registrado no Conde; quarta vítima está no HULW

Mais um caso de malária foi registrado no município de Conde. A quarta vítima, um idoso de 64 anos, deu entrada no Hospital Universitário Lauro Wanderley HULW) no início da tarde desta sexta-feira (3), após ser transferido de uma unidade hospitalar de Conde.

A assessoria do hospital informou que o paciente apresentou quadro de febre alta, dor de cabeça, suor frio, entre outros, e a doença foi confirmada ainda na unidade hospitalar de Conde. O estado de saúde dele é considerado estável.

Apesar de não ser uma região endêmica, o Conde registrou outros três casos da doença em dois meses. As três pessoas já receberam alta após o final do tratamento e todos passam bem.

O protozoário que causa a malária registrado no Conde é chamado de Plasmodium Vivax. O atendimento em casos suspeitos deve ser realizado nas Unidades Básicas de Saúde. Se a suspeita for confirmada, o paciente é imediatamente tratado, em meio ambulatorial ou internado no Hospital Universitário de João Pessoa (HU), a depender da sua situação clínica. O período de incubação da doença é de 7 a 14 dias, até que surjam os primeiros sinais: calafrios, febre alta (no início contínua e depois com frequência de três em três dias), dores de cabeça e musculares. A Malária não tem vacina, mas possui tratamento especializado e gratuito pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

A doença é transmitida pelo mosquito Anopheles (mosquito-prego), muito comum em regiões de rios, lagos e mata. Medidas como o uso de repelentes, mosquiteiros, roupas claras e compridas, ajudam a evitar a picada do mosquito e a possível transmissão da doença.

Mais um caso de malária é registrado no Conde; quarta vítima está no HULW

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.