Mais de 400 pacotes de cigarros clandestinos são apreendidos na capital

Mais de 400 pacotes de cigarros sem registro da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) foram apreendidos, na manhã desta sexta-feira (25), durante uma operação realizada pela Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor, em parceria com a Polícia Civil, o Procon Estadual e as Vigilâncias Sanitárias de João Pessoa e da Paraíba.

A equipe que compõe o Fórum Permanente de Defesa do Consumidor fiscalizou mais de 50 pontos espalhados pela cidade (com destaque para o Terminal Rodoviário e o Mercado Central) que faziam a venda clandestina de cigarro.

De acordo com o promotor do Consumidor, Francisco Glauberto Bezerra, a operação tem como objetivo combater a ação de uma quadrilha que atua na distribuição de cigarros provenientes, provavelmente, do Paraguai. “Recebemos denúncias de que há uma máfia na distribuição desses produtos que, inclusive, intimida e ameaça pequenos comerciantes para que eles vendam esses cigarros. Todos os cigarros apreendidos não têm o registro da Anvisa. Nossa grande preocupação é com a saúde do consumidor. Sabemos que todo o cigarro faz mal à saúde, mas esses cigarros que não passam por controle de nenhum órgão são mais prejudiciais ainda!”, argumentou.

A ação realizada hoje também teve caráter educativo e por isso, ninguém foi preso. O promotor de Justiça disse que a mercadoria apreendida será submetida à avaliação para constatar se os cigarros são falsificados ou não. “Também vamos verificar se o produto é fruto de contrabando, o que vai requerer a ação da Polícia Federal. O combate à venda clandestina de cigarros será um trabalho permanente do Fórum de Defesa do Consumidor”, garantiu.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.