Maioria dos candidatos à prefeitura de JP recusa compromisso pela igualdade de gênero

Dos 14 candidatos à prefeitura de João Pessoa nas eleições de 2020, apenas quatro assinaram publicamente a “Carta-compromisso pela igualdade de gênero e autonomia financeira das mulheres”: Edilma Freire (PV), Rafael Freire (UP), Ricardo Coutinho (PSB) e Ruy Carneiro (PSDB).

A carta-compromisso foi lançada pela Be.Labs Aceleradora como uma provocação para que candidatas e candidatos se comprometessem com políticas públicas voltadas para fomentar a equidade de gênero e, assim, construir um futuro diverso, inclusivo e abundante.

Em João Pessoa, todas as candidaturas foram convidadas para a assinatura da carta. Além de trazer a discussão para o centro do debate político, a Be.Labs Aceleradora também busca assegurar, dos pretensos prefeitos e prefeitas, propostas que tornem as cidades mais seguras e saudáveis para as mulheres.

De acordo com Maria Clara Magalhães, cofundadora da Be.Labs Aceleradora, a baixa adesão escancara o desinteresse dos candidatos junto às pautas pela igualdade de gênero. “Fica muito claro que quem não quer se comprometer, pouco se importa em governar para as mulheres. Os demais candidatos foram convidados e recusaram. Cabe também o alerta às mulheres eleitoras para que prestem atenção em quem votar, pois confiar a gestão a quem não tem compromisso é perpetuar políticas de exclusão”, ressalta a empresária.

Para Marcela Fujiy, cofundadora da Be.Labs, é preciso que os homens se envolvam na luta das mulheres para que a sociedade alcance a equidade de gênero. “Nos perguntamos o quanto os homens estão envolvidos nessa luta. Não apenas no dia a dia, mas a participação de fato dos homens na mudança efetiva e estrutural para que as mulheres se sintam mais seguras e de fato estejam mais seguras. Conseguimos 42 assinaturas, das quais apenas 11 foram de homens”. Marcela Fujiy analisa o quanto a ausência de mulheres em cargos de decisão reflete em políticas e resultados que só reforçam a desigualdade:

“O discurso da recém-eleita vice-presidente dos EUA, Kamala Harris, assim como o caso de Mariana Ferrer e a humilhação pela qual ela passou em uma sala com quatro homens que se calaram diante do show de horror que se tornou aquela audiência mostram bem, de forma generalizada, quem são muitos dos homens que nos rodeiam. Sem mencionar o comentário do jornalista Rodrigo Constantino, que infelizmente reflete a opinião de muitos. É urgente, portanto, que tenhamos cada vez mais mulheres em cargos de decisão, formulando políticas públicas e criando oportunidades para outras mulheres mais”, desabafa Marcela Fujiy.

A íntegra da carta-compromisso está disponível no link: http://belabs.org/cartacompromisso/. Na mesma página é possível conferir quem são os candidatos e candidatas que assinaram a carta.

Sobre a Be.Labs

A Be.Labs Aceleradora é uma empresa de tecnologia social que acelera mulheres, trabalha para promover equidade de gênero e empatia no meio corporativo e já impactou mais de 2.500 mulheres por meio de palestras e treinamentos. Em 2019, a Be.Labs conquistou o Prêmio WEPs Brasil na categoria pequenas empresas, confirmando o alinhamento com o propósito da busca constante por um mundo mais equilibrado.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.