Lucélio comenta fuga de presos e diz que Paraíba ficou estarrecida

O candidato do PV ao governo do estado, Lucélio Cartaxo, comentou, em nota, nesta segunda-feira (10) a fuga de presos do PB1 e disse que a Paraíba ficou estarrecida.

“Uma Paraíba estarrecida. Hoje a nossa população acordou aterrorizada. A ação dos bandidos no PB1, um presídio de segurança máxima, ocorrida na madrugada desta segunda-feira (10), resultou na maior fuga de detentos da história. Este fato não nos permite o silêncio. Um verdadeiro atentado contra a soberania do povo paraibano, exposto à falta de decisão do governo”, disse.

Ele disse que falta planejamento, aumento do efetivo, ações de inteligência, revisão do sistema prisional, inclusive ausência de diálogo com policiais e agentes penitenciários do PB1. “Estes que foram verdadeiros heróis, enfrentando fogo pesado, durante cerca de 40 minutos – somente contra a torre de vigilância da unidade penitenciária foram mais de 300 disparos. Apesar da tentativa de resistência, mais de 100 presos escaparam”, ressaltou.

Para o candidato, a Segurança Pública parece ter entrado em colapso. Ele destacou explosão de caixas eletrônicos, assaltos, assassinatos até de agentes públicos de segurança e guerra entre facções criminosas.

Segundo Lucélio, são urgentes investimentos corretos, gerados por políticas públicas responsáveis. “Esperamos que medidas reparativas, que, lamentavelmente, apenas reduzem danos, tenham sido tomadas. A Paraíba não pode ser submetida a esta ameaça. O momento é de união, diálogo e, sobretudo, construção de um modelo de gestão que traga resultados efetivos para o dia a dia das pessoas, e garantam, além de um vida melhor para todos, o direito mais básico, à própria vida”, disse.

Comentários