Lucas de Brito alerta contra intolerância no Brasil e condena atos de violência

O atentado à vida do deputado federal e candidato à Presidência da República, Jair Messias Bolsonaro (PSL), nesta quinta-feira (06), provocou reações de várias lideranças políticas do país. Na Paraíba, o vice-presidente da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), Lucas de Brito (PV), destacou o triste momento de intolerância pelo qual passa a nação e criticou os atos de violência.

Lucas salientou que é necessário manter o respeito às diferenças de opiniões e que a sociedade precisa aprender a conviver com as divergências de pensamento. “Por mais que se discorde do posicionamento político de alguém, não se pode tolerar a violência como recurso político-partidário. O discurso de ódio disseminado nos últimos anos no Brasil levou a democracia brasileira a esse estado de barbárie. Isso precisa mudar”, avaliou.

No Dia da Independência do Brasil, neste 7 de Setembro, o vereador lembrou quando o legislativo pessoense trouxe o deputado federal para uma sessão especial na Casa Napoleão Laureano ainda em 2015. “Na ocasião, tentaram evitar que ele tivesse o direito de se expressar no parlamento mirim e atuei para que este direito fosse garantido”, salientou.

Na época, Lucas de Brito leu trechos da Constituição Federal que trazem como princípios fundamentais da República Federativa do Brasil “a soberania, a cidadania, a dignidade da pessoa humana, os valores sociais do trabalho e da livre iniciativa e o pluralismo político”. Bolsonaro acabou vindo à Paraíba no final do mês de novembro de 2015 com seu direito de voz assegurado. “A democracia venceu no Plenário como deve vencer nas ruas deste país”, sustentou Lucas após a sessão especial na CMJP.

Lucas de Brito alerta contra intolerância no Brasil e condena atos de violência

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.