Lollapalooza libera acesso após evacuação por risco de raios

A organização do Lollapalooza voltou a liberar o acesso do público após o festival ter sido evacuado por medida de segurança na tarde deste sábado (6).

– Às 14h20, o show do rapper Rashid foi interrompido

– Em seguida, um anúncio geral pediu para que o público se afastasse de estruturas metálicas e explicou que o motivo eram raios caindo na região

– Por volta das 15h30, a organização fechou os portões e impediu o público de entrar e sair do Autódromo

– Em seguida, o Corpo de Bombeiros determinou a evacuação da área e levou o público para “áreas de segurança”

O festival espera retomar a programação por volta das 17h, assim que a chuva passar, segundo Fernando Altério, presidente da T4F, organizadora do Lolla, em entrevista ao Multishow.

“Há uma hora, a estacão meteorológica nos afirmou que tinha uma grande concentração de descargas elétricas aqui na região, prevista para 30 minutos e com fortes ventos.”

“Por conta disso, afastamos o público que já estava dentro, que eram 28 mil pessoas, das grandes estruturas dos palcos porque podem atrair descargas elétricas e, alinhados com a polícia militar, fechamos os portões”, explicou.

“A previsão é que isso dure até às 17h. Estamos agora fazendo com a prefeitura uma operação de guerra para trazer um número grande de ônibus da prefeitura para estender para até mais tarde porque o trem não tem como estender”. Altério se referiu ao horário de funcionamento dos trens da CPTM, que fecham a 1h aos sábados.

Shows interrompidos

Os shows de Rashid, Lany e DJ Dubdogz foram interrompidos. Os portões foram fechados e o público ficou impedido de sair ou entrar do Festival.

Os bombeiros orientaram o público a ocupar as áreas de grama e buscarem saídas de emergência, mas fãs resistiram a deixar a grade. Frustrados após chegarem às 9h da manhã na fila, discutiram com os seguranças do evento.

Com portões fechados, multidão se aglomerou do lado de fora.

 

 

 

Por G1

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.