Leonardo Trajano e Thiago Andrade são eleitos presidente e vice do TRT-PB

Em sessão administrativa telepresencial, o Pleno do Tribunal do Trabalho da Paraíba (13ª Região) elegeu, nesta quinta-feira (22), os novos dirigentes para a gestão 2021/2023. A eleição foi conduzida pelo atual presidente, desembargador Wolney de Macedo Cordeiro, e, em votação aberta, os desembargadores Leonardo José Videres Trajano e Thiago de Oliveira Andrade foram eleitos por aclamação, respectivamente, presidente e vice-presidente e corregedor do Regional. A sessão teve transmissão pelo Youtube,

“Parabenizo, com satisfação os eleitos, com a certeza de que o Tribunal estará em boas mãos”, disse o presidente do TRT, destacando um aspecto que vai entrar para a história do Regional: é a primeira vez que dois integrantes do Quinto Constitucional são eleitos presidente e vice. O desembargador Leonardo Trajano é oriundo da classe dos advogados e o desembargador Thiago Andrade, do Ministério Público do Trabalho, “Desejo aos eleitos toda sorte na gestão que se iniciará no dia 7 de janeiro de 2021”, disse Wolney Cordeiro.

Uma carreira na Justiça do Trabalho

O desembargador Leonardo Trajano iniciou seu discurso agradecendo a Deus: “Agradeço ao meu bom Deus, que sempre guia os passos da minha caminhada e aos colegas desembargadores que me honram com essa eleição. Toda a minha vida profissional está atrelada a este tribunal, desde a minha primeira audiência como estagiário e depois como advogado na primeira e segunda instâncias. Tomei assento na corte em 2012 representando a advocacia e digo que sou muito feliz neste tribunal”.

O presidente eleito destacou os desafios que enfrentará como gestor a partir de janeiro, como a questão orçamentária relacionada a Justiça do Trabalho e a impossibilidade de reposição de pessoal. Em relação a pandemia da covid-19 destacou o trabalho desenvolvido na atual administração. “Em 2021 vamos dar sequência, analisando passo a passo a questão sanitária para que aos poucos o Tribunal volte à normalidade”.

Finalizou dizendo do orgulho que tem de pertencer a um tribunal comprometido com os valores éticos e morais da sociedade e com os valores que norteiam a administração pública.

A serviço da instituição

O vice-presidente eleito, desembargador Thiago de Oliveira Andrade, agradeceu pela honra de chegar a Vice-Presidência do Tribunal. “Fiz concurso para o TRT de Pernambuco e ingressei como Técnico Judiciário, mas nunca imaginei ser corregedor ou vice-presidente de um Tribunal tão respeitado como o nosso. Me coloco à disposição da sociedade paraibana para exercer esse cargo tão relevante”, disse.

O magistrado elogiou o desembargador presidente Wolney Cordeiro pela administração que está realizando, “sempre pautada na eficiência administrativa, no diálogo com os integrantes do TRT, servidores e com a sociedade. Quero, também, saudar e agradecer aos servidores do Tribunal pelo trabalho realizado nesses tempos de pandemia, trabalho de excelência, que teve que se adaptar para a manutenção da eficiência e da qualidade do serviço público”. O desembargador encerrou saudando a sociedade paraibana e prestando homenagem às famílias das vítimas que perderam a vida para a covid 19.

Saudações

A procuradora Andressa Alves Lucena Ribeiro Coutinho, vice-procuradora-chefe da PRT (13ª Região) e representante do Ministério Público do Trabalho saudou os eleitos desejando uma excelente gestão. “O Ministério Público do Trabalho estará sempre à disposição”.

O presidente da Associação dos Magistrados do Trabalho (Amatra 13), juiz Marcelo Carniato desejou que os novos eleitos continuem o excelente trabalho que vem sendo feito na instituição ao longo dos anos. “Ambos sempre demonstraram capacidade e teremos uma grande gestão. Ganhamos todos, a comunidade jurídica, as partes, os advogados e os trabalhadores”.

O desembargador Francisco de Assis Carvalho e Silva também saudou os desembargadores Leonardo Trajano e Thiago Andrade, desejando uma administração profícua.

Leonardo José Videres Trajano

Breve perfil

. Tem 46 anos de idade, graduou-se em Direito pela Universidade Federal da Paraíba, no ano de 1996. Foi sócio responsável pelo contencioso e consultivo trabalhista de Nóbrega Farias e Trajano Advogados Associados entre 1997 e 2012.

. É desembargador do Tribunal Regional do Trabalho da 13ª Região desde o dia 12 de novembro de 2012 representando o quinto constitucional da advocacia.

. Exerceu as funções de ouvidor e presidente da 1ª Turma de Julgamento, no biênio 2015/2016.

. Foi presidente da Comissão de Informática e do Comitê Regional do Processo Judicial Eletrônico nos biênios 2015/2016 e 2017/2018.

. Presidente do Comitê Prioritário de Atenção ao Primeiro Grau no biênio 2017/2018.

. Atualmente é Vice-Presidente e Corregedor do Tribunal Regional do Trabalho da 13ª Região.

. Vice-Presidente do Coleprecor – Colégio de Presidentes e Corregedores dos Tribunais Regionais do Trabalho.

. Eleito presidente do Colégio de Presidentes e Corregedores dos Tribunais Regionais do Trabalho, cargo que tomará posse em novembro próximo.

Thiago de Oliveira Andrade

Breve perfil

. Nasceu em João Pessoa, filho de Valdemar de Andrade Silva e de Glória das Neves de Oliveira Andrade. É casado com Sheylla Garcia Andrade.

GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO:

. Formado em Direito pela Universidade Federal de Pernambuco.

. Pós-Graduado em Direito Processual Civil pela Faculdade Integrada do Recife.

CARREIRA:
. Aprovado em concurso público para o Tribunal do Trabalho de Pernambuco para o cargo de Técnico Judiciário, onde atuou por cinco anos.

. Aprovado em primeiro lugar em concurso público para o Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba para o cargo Analista Judiciário, onde atuou por três anos.

. No ano de 2010 foi aprovado para o cargo de Procurador do Ministério Público do Trabalho, nomeado para exercer a função em Barreiras, na Bahia, onde coordenava a Procuradoria e exercia a vice-coordenadoria regional da Conaete (Coordenadoria Nacional de Erradicação do Trabalho Escravo.

NO TRT DA PARAÍBA

. Assumiu o cargo de Desembargador Federal do Trabalho na Paraíba na vaga do quinto constitucional destinada ao Ministério Público do Trabalho.

. No biênio 2017/2018 exerceu o cargo de Ouvidor do TRT13.

. Atualmente exerce o cargo de Diretor da Escola Judicial do Regional.

Turmas de Julgamento e Escola Judicial

Na sessão administrativa telepresencial foram escolhidos os demais desembargadores que vão integrar a gestão a partir de janeiro de 2021. A Primeira Turma de Julgamento será composta pelos desembargadores Paulo Américo Maia de Vasconcelos Filho (presidente), Ana Maria Ferreira Madruga, Carlos Coelho de Miranda Freire e Eduardo Sergio de Almeida.

A Segunda Turma será composta pelos desembargadores Francisco de Assis Carvalho e Silva (presidente) e pelos desembargadores Edvaldo de Andrade, Ubiratan Moreira Delgado e Wolney de Macedo Cordeiro.

Para a diretoria da Escola Judicial foi eleito o desembargador Wolney Cordeiro e o juiz Adriano Dantas como vice-diretor.

Ouvidoria

– Desembargador Edvaldo de Andrade (ouvidor)

– Desembargador Eduardo Sergio (ouvidor substituto)

Comissão de Jurisprudência

– Desembargador Ubiratan Delgado (presidente)

– Desembargadora Ana Maria Madruga

– Desembargador Paulo Maia

Comissão de Regimento Interno

– Desembargador Francisco de Assis Carvalho (presidente)

– Desembargador Edvaldo de Andrade

– Desembargador Ubiratan Delgado

Comissão de Vitaliciamento

– Desembargador Eduardo Sergio (presidente)

– Desembargador Carlos Coelho

– Desembargadora Ana Madruga

Comissão da Revista

– Desembargador Wolney Macedo (presidente)

– Juiz Paulo Henrique Tavares da Silva

– Juiz Adriano Dantas

Composição atual do TRT13

O Pleno do Tribunal Regional do Trabalho é composto atualmente pelos desembargadores Wolney de Macedo Cordeiro (presidente) Leonardo José Videres Trajano, (vice-presidente), Edvaldo de Andrade, Ana Maria Ferreira Madruga, Eduardo Sergio de Almeida, Francisco de Assis Carvalho e Silva, Carlos Coelho de Miranda Freire, Paulo Maia Filho, Ubiratan Moreira Delgado e Thiago de Oliveira Andrade.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.