Juíza libera R$ 582 mil para pagar funcionários de hospital que atenderá casos de coronavírus

A juíza Ivna Mozart Bezerra Soares, da Vara de Feitos Especiais de Campina Grande, determinou a liberação de R$ 582.733,64 para o pagamento dos funcionários do Hospital Clipsi, de Campina Grande, que está em período de recuperação judicial. O pagamento deve ser efetuado em 10 dias e sua comprovação anexada aos autos. O hospital enfrenta problemas financeiros e entrou em recuperação judicialç depois de um parecer favorável do Ministério Público no dia 29 de julho de 2019, com nomeação de Antônio Elias de Queiroga Neto para o
encargo de administrador judicial.

Em 28 de novembro de 2019, a empresa deu entrada em uma petição para comunicar à Justiça que a Unicred e Sicred estavam realizando uma “trava bancária” em suas contas num total de R$ 784.087,61 e pedia que as duas instituições bancárias retirassem a restrição. No mesmo dia, requereram a liberação dos valores boqueados na conta judicial 0041.040.1501138-3, sob a alegação de ausência de caixa suficiente para o pagamento do 13º salário dos funcionários, no importe de 582.733,64.

A CLIPSI é um dos hospitais que fará o atendimento dos infectados com o coronavírus na região de Campina Grande e a empresa encontra-se em recuperação judicial, cujo processo tramita na Vara de Feitos Especiais da referida Comarca.

O Poder Judiciário paraibano continua em pleno funcionamento nesse período de isolamento social, e cumprindo as restrições de circulação, juízes e servidores permanecem em trabalho remoto.

Além das demandas usuais do cotidiano forense, o Poder Judiciário segue atento para priorizar todas as demandas que tenham algum reflexo positivo nas ações de prevenção e combate ao COVID-19.

 

Comentários