Juiz manda transferir Roberto Santiago e Leto Viana para presídios comuns

O juiz militar Eslu Eloy Filho determinou que presos civis alojados no 1º e 5º Batalhão da Polícia Militar, em João Pessoa, devem ser encaminhados para presídios comuns. Com a decisão, o empresário Roberto Santiago e o ex-prefeito de Cabedelo Leto Viana terão que deixar as prisões militares, indo para presídios comuns.

Em uma portaria, o juiz determina aos Comandantes do Iº BPM, do 5º BPM e do CBMPB que em 10 dias, a contar do recebimento do documento, providenciem a transferência dos presos provisórios civis que se encontrarem segregados nas dependências das respectivas unidades castrenses para  uma das unidades carcerárias da Capital, o que deverá ser atendido após prévia comunicação à Secretaria de Administração Penitenciária do Estado, para que se adotem, em tempo hábil e urgente, as medidas necessárias ao atendimento da ordem.

O juiz determina também que sejam remetidas cópias aos comandantes do 1º BPM, do 5º BPM e do CBMPB, os quais ficam incumbidos de exercer a “fiscalização rigorosa”, geral e específica, ao cumprimento da decisão.

Roberto Santiago, preso na terceira fase da Operação Xeque-Mate, cumpre prisão no 1º Batalhão da Polícia Militar da Paraíba, localizado no Centro da Capital. Já Leto Viana, também preso na Operação Xeque-Mate, está no 5º Batalhão da PM.

Juiz manda transferir Roberto Santiago e Leto Viana para presídios comuns

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.