Jornalista Milton Coelho da Graça morre de Covid aos 90 anos no Rio

O jornalista Milton Coelho da Graça morreu, na madrugada deste sábado (29), aos 90 anos, vítima de Covid-19 (veja mais no vídeo acima). Ele tinha Alzheimer e estava internado havia uma semana.

Filho de imigrantes portugueses, Milton nasceu no Rio e se formou em economia e direito, mas seguiu a sua paixão e fez carreira no jornalismo. Começou no jornal “Diário Carioca”, depois passou por “Última Hora” e “O Globo”.

Trabalhou em revistas como “Isto É”, “Quatro Rodas”, “Placar” e “Playboy”, tendo passado ainda pela TV e pela internet. Inquieto na profissão, gostava de experimentar. Foi correspondente internacional em Londres e Nova York.

Durante a ditadura militar, Milton chegou a ser preso e torturado, mas nunca deixou de defender valores básicos da democracia, como a liberdade de expressão. Fez parte do Conselho da Associação Brasileira de Imprensa.

Conhecido por ser torcedor do Vasco e da escola de samba Império Serrano, Milton deixa quatro filhos e a esposa, Leda, companheira de quase toda a vida.

 

 

 

Por G1

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.