João Corujinha diz que não é momento para eleições e defende Fundo Eleitoral no combate ao coronavírus

O presidente da Câmara Municipal de João Pessoa, o vereador João Corujinha (DC), em entrevista ao Portal ClickPB, nesta quinta-feira (9) revelou estar preocupado com a situação de calamidade pública desencadeada pela pandemia do coronavírus na Paraíba. Segundo ele, a solução para a crise financeira e social que atinge a população estaria na prorrogação das eleições e no uso do fundo partidário para combater a doença.

“Não é momento de se pensar em eleição. Podemos adiar sim. Devíamos fazer uma corrente para adiar esse processo. O custo de uma eleição é muito alto, por que não prorrogar para unificar a eleição. Aí você gasta R$ 10 bilhões em um momento como esse quem o país está passando e o mundo está muito difícil para quem está desempregado e para as pessoas que estão passando necessidade. Sou contra as eleições esse ano, e sou a favor que esse dinheiro do fundo do partidário seja investido ao combate do coronavírus”, explicou.

Ainda segundo ele, os reflexos de todos o caos gerado pelo coronavírus trará grandes consequências ao país. “Vai demorar um bom tempo para o Brasil se recuperar. Por isso sou a favor dessas medidas”, reforçou.

O valor previsto para o financiamento das campanhas nas eleições municipais de outubro é R$ 2 bilhões. O fundo partidário, que é repassado mensalmente para custeio das legendas, corresponde a um total de R$ 959 milhões, pelo orçamento deste ano.

O impasse da possibilidade do uso ou não desses recursos está agora nas mãos do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) após o Senado recorrer da decisão da Justiça Federal de Brasília que bloqueou o dinheiro do Fundo Eleitoral e do Fundo Partidário, colocando a verba à disposição do governo federal para o combate à pandemia do novo coronavírus (covid-19).

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.