João Azevêdo trata de mobilidade urbana dragagem do Porto com ministro da Infraestrutura

O governador João Azevêdo se reuniu, nesta quinta-feira (25), em Brasília, com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, ocasião em que apresentou projetos da gestão estadual para a execução de obras de mobilidade urbana em João Pessoa e Campina Grande, bem como para o Porto de Cabedelo.

Dentre as ações previstas para João Pessoa, o chefe do Executivo estadual destacou o Arco Metropolitano e intervenções na ligação entre o Distrito Industrial e a BR-101. “Pleiteamos a solução definitiva do engarrafamento no Distrito Industrial de João Pessoa com a ligação à BR-101. Nós entregamos os projetos ao ministro e faremos essa obra com recursos próprios do estado numa parceria com o governo federal que deve aprovar os projetos. Também debatemos sobre o Arco Metropolitano de João Pessoa, que ficou viabilizado com as emendas de bancada, e essa obra será executada pelo Dnit, e o governo do estado fará a desapropriação da área”, explicou.

Para Campina Grande, o governador detalhou as obras do Arco Metropolitano Leste. “O Arco Metropolitano de Campina Grande, que liga a BR-230 à 104, é uma obra que também será realizada com recursos próprios do estado, mas que tem a construção de um viaduto na interseção com a BR-104, e o Ministério da Infraestrutura e o Dnit precisam aprovar”, acrescentou.

João Azevêdo ainda solicitou duas ações para o Porto de Cabedelo. “Pedimos a renovação da delegação do Porto de Cabedelo por mais 20 anos, oportunidade em que o ministro nos confirmou que nos próximos 45 dias estaremos sendo convidados a assinar esse termo, o que é essencial porque permite que o estado projete ações futuras para o local, e também discutimos a conclusão da dragagem do Porto, alcançando 11 metros de calado, o que dará um novo status à área”, frisou.

Por fim, o gestor fez uma avaliação positiva da agenda na Capital federal. “São pautas extremamente importantes para a Paraíba. Contamos com a participação de parte da nossa bancada, e o ministro saiu satisfeito porque não trouxemos problemas, mas soluções com muitas obras sendo realizadas com recursos provenientes do estado ou da bancada”, concluiu.

Acompanharam a reunião, o vice-presidente do Senado Federal, senador Veneziano Vital do Rêgo; os deputados federais Efraim Filho (líder do Democratas) e Hugo Motta (líder do Republicanos), além dos secretários de estado da Infraestrutura, dos Recursos Hídricos e do Meio Ambiente, Deusdete Queiroga; chefe do Governo, Ronaldo Guerra; e executivo da Representação Institucional, Adauto Fernandes.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.