Notícias de João Pessoa, paraíba, Brasil

João Azevêdo entrega restauração do Museu do Artesanato

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

O governador João Azevêdo entregou, nesta terça-feira (29), a restauração do Museu do Artesanato Janete Costa, localizado na Praça da Independência, no Centro de João Pessoa. A obra recebeu investimentos de aproximadamente R$ 584 mil e manteve a originalidade do prédio tombado pelo Instituto Histórico e Artístico do Estado da Paraíba (Iphaep). O espaço abriga mais de mil peças produzidas por artesãos de todas as regiões do estado e representa mais um espaço de visitação para os turistas e de valorização da cultura regional.

Na ocasião, o chefe do Executivo estadual ressaltou o compromisso do governo de fortalecer os espaços de cultura e de fomentar a economia e o empreendedorismo dos paraibanos. “Nós estamos estimulando o nosso artesanato e oferecendo toda uma estrutura para receber os turistas, contar a nossa história, fazendo com que a nossa riqueza permaneça viva e seja conhecida no mundo inteiro, proporcionando a geração de emprego e renda e de melhores condições de vida para os nossos artesãos. Temos trabalhado também para resgatar o nosso Centro Histórico e, em breve, entregaremos o Museu Cidade, onde as pessoas terão a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre João Pessoa”, frisou.

A primeira-dama do estado e presidente de honra do Programa do Artesanato Paraibano (PAP), Ana Maria Lins, destacou a alegria de compartilhar a realização de mais um sonho dos artesãos paraibanos. “O espaço ficou belíssimo, respeitando o projeto original da arquiteta Janete Costa. Nós também fazemos aqui uma homenagem à jornalista Goretti Zenaide, que foi uma grande entusiasta e divulgadora do nosso artesanato, à mestre Zefinha de Pitimbu, que com sua destreza e manuseio produzia peças com extrema perfeição, ganhando projeção no cenário da cultura regional e compartilhando conhecimento, e ao grande dramaturgo paraibano Ariano Suassuna. Tenho muito orgulho de fazer parte desse momento e o governo continuará desenvolvendo ações em prol dos artesãos paraibanos”, afirmou.

A gestora do PAP, Marielza Rodrigues, evidenciou que o museu se caracteriza como uma vitrine do artesanato paraibano e será aberto ao público tão logo a redução de casos da Covid-19 permita o funcionamento de museus. “Assim que tivermos a oportunidade de abrirmos as nossas portas, devolveremos esse equipamento à sociedade pessoense e a todos os turistas que nos visitam e esse espaço será a entrada e porta de saída de toda produção do estado porque aqui também funcionará uma loja e o turista que nos visitar poderá também adquirir uma peça de um dos nossos artesãos”, explicou.

O diretor do Museu do Artista Popular, Fábio Morais, destacou a diversidade de tipologias expostas no local. “Nós temos cerâmica, madeira, tecelagem, renda e metais e aqui encontramos a representatividade de todo nosso estado, ilustrando o que há de mais completo e genuíno da cultura paraibana”, comentou.

A superintendente da Suplan, Simone Guimarães, ressaltou o compromisso do governo com a valorização do patrimônio histórico e cultural da Paraíba. “Essa é uma oportunidade de resgatarmos a nossa história e a vida do nosso povo e isso nos leva ao progresso e a sermos melhores cidadãos. A Casa estava muito deteriorada, mas com muita dedicação contribuímos para o enaltecimento do trabalho do povo paraibano e não paramos por aqui. O Museu Cidade já está pronto, iniciaremos em breve as obras da Casa de Apoio ao Artista Popular e isso representa a importância que o governador dá a essas intervenções”, disse.

O diretor superintendente do grupo Ferreira Costa, Guilherme Ferreira Costa, elogiou a iniciativa do governador João Azevêdo de oferecer mais um espaço para exposição da cultura popular. “É uma satisfação estar em João Pessoa para a reinauguração do Museu do Artesanato Janete Costa e eu agradeço pela oportunidade de compartilhar esse momento porque gostamos de valorizar essa forma de expressão da nossa cultura regional. O turista fica encantado quando vê peças tão belas e têm a oportunidade de levar para casa uma lembrança do que as pessoas produzem”, falou.

Egresso da rede estadual de ensino, Francicleudo Alves falou da alegria de trabalhar no museu e de adquirir a primeira experiência profissional com o programa Primeira Chance, que oferece oportunidades de estágios aos jovens paraibanos. “Essa é uma oportunidade incrível para os jovens do nosso estado, principalmente, nesse momento que a gente vive por causa da pandemia da Covid-19, o que gera dificuldade para o ingresso no mercado de trabalho. Nós passamos por um curso preparatório com professores altamente capacitados para podermos atuar na área, nem imaginávamos que a nossa cidade tinha museu e aprendemos um pouco mais sobre a cultura, arte e a história da Paraíba e vamos poder transmitir mais conhecimento para as pessoas”, celebrou.

A prefeita de Pitimbu, Adelma Passos, e auxiliares do Governo do Estado prestigiaram a entrega do museu.

A edificação histórica do Museu do Artesanato Janete Costa é composta por hall de entrada, recepção, sete salas de exposição, copa, terraço, lavabos e depósito. Na área externa funcionam a loja, biblioteca, curadoria do Artesanato, sala de reunião, sala de artes plásticas, lavabos, almoxarifado, oficina e depósito. O espaço irá funcionar de terça-feira aos domingos, das 9h às 17h, tão logo seja permitida a retomada de visitação aos museus em virtude da pandemia da Covid-19.

Homenagens – O Museu do Artesanato Janete Costa homenageia personalidades paraibanas, como Ariano Suassuna, Goretti Zenaide e mestre Zefinha de Pitimbu. O alpendre do Museu leva o nome de Goretti Zenaide – o “Terraço GZ”. No espaço, o turista terá à disposição uma bodega, com produtos típicos da gastronomia paraibana, como rapadura, cocada, cachaça, licor, queijos e temperos.

A mestre Zefinha de Pitimbu, responsável por repassar a técnica do trançado em fibra de coqueiro, ganhou a homenagem do Governo do Estado em um outro espaço, dando nome à sala de exposição itinerante – espaço que fortalecerá ainda mais a divulgação da produção do artesanato paraibano.

Além dos espaços com apresentação de todo o acervo, as casinhas coloridas que ficam no quintal do prédio, irão abrigar a Biblioteca Ariano Suassuna, que ganhou o nome em homenagem ao escritor e dramaturgo paraibano, além da loja de artesanato, sala de exposição itinerante, sala de reuniões, e a sala da Associação Amigos do Museu, respeitando o projeto original da arquiteta Janete Costa, falecida em 2008.

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

MAIS LIDAS

UEPB: uma crise democrática

Confusão continua: TRE nega ter chancelado posse de Raissa Lacerda na Câmara

Anteriores

PM apreende armas e celulares com facção que planejava ataques em Santa Rita

Presos suspeitos de integrar facção que planejava matar ‘rivais’ em Santa Rita

PM, força tatica

Líder criminoso do Maranhão é preso novamente pela PM em João Pessoa

TCE 2021

TCE aponta excesso de servidores contratados em 44 municípios da PB

caminhaotombado

Caminhão com asfalto tomba em vala da BR 230 em Santa Rita

apreensao1 (1)

Operação cumpre mandados de prisão contra facção criminosa na Paraíba

padrastgo

Padrasto tenta culpar ex-esposa, mas pega 42 anos por assassinato de Júlia

hugomottaeministro

Ministro informa a Hugo que Paraíba deve ganhar novo aeroporto em São Bento

fasfasg

Célio Alves promete recorrer de condenação por violência de gênero

Edicoes-coisas-pra-ajeitar-1_Easy-Resize.com_-1

PGR denúncia Pâmela Bório por associação criminosa nos atos do 08 de Janeiro

operacaocartola

Operação Cartola: Gaeco reconhece a prescrição de penas de dois acusados no caso