João Almeida toma posse e Sérgio da SAC admite tirar licença

O suplente de vereador João Almeida (PMDB) tomou posse hoje de manhã na Câmara Municipal de João Pessoa. Ele substitui Fernando Milanez (PMDB) que deixou o mandato temporariamente para gerir a Secretaria de Acompanhamento da Ação Governamental. Como já havia adiantado em entrevistas concedidas na semana passada, João retornou ao legislativo municipal prometendo endurecer as críticas contra a prefeitura da capital.

Ele disse, por exemplo, que pretende pedir a abertura de uma comissão parlamentar de inquérito (CPI) destinada a apurar eventuais irregularidades nas licitações realizadas para contratar as empresas de coleta de lixo em João Pessoa.

Além da posse de Almeida, outro fato novo na Câmara foi a possibilidade de outro oposicionista pedir licença do mandato. Trata-se de Sérgio da SAC (PRP). Ele admitiu que tem pensado nessa hipótese porque teria sido convidado pela empresa de empréstimos consigados SAC para coordenar os negócios da firma no Nordeste. Segundo ele, a dúvida está na remuneração que obteria da iniciativa privada:

"Eu estou com uma proposta de trabalho da empresa. Não tem conotação política. Se a proposta for muito boa, eu vou tirar a licença. Vou ver a proposta que eles vão me oferecer. Isso depende também de uma consulta que vou fazer ao governador José Maranhão. Ele não acha que eu devo tirar a licença. Mas, é uma proposta de trabalho e eu não sei meu dia de amanhã. Vou conversar com o representante da empresa na segunda-feira e ver se eles aumentam um pouco a oferta que já me fizeram", disse Sérgio da SAC.

Os governistas, contudo, acusam uma eventual manobra orquestrada pelo governador José Maranhão (PMDB) para levar ao mandato o presidente do PRP de João Pessoa, Valdir José Dowsley, mais conhecido como "Dinho". Descontente com o fato de não ter sido confirmado na titularidade da secretária de Articulação Política, que foi delegada ao deputado estadual Dunga Júnior (PTB), Dinho estaria disposto a romper publicamente com o PSB e se incorporar ao projeto de reeleição de Maranhão.

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.