Iraê Lucena entrega comenda da Paz Chico Xavier a personalidades espíritas

A deputada estadual, Iraê Lucena (PMDB) enviou a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa um requerimento solicitando a realização de uma sessão especial em homenagem ao centenário de nascimento do grande médium que foi Chico Xavier. A sessão está marcada para acontecer no dia 10 de junho, às 10 horas, no Plenário José Mariz.

Durante a  sessão, a deputada que pratica a doutrina espírita, entregará a Comenda da Paz Chico Xavier a três personalidades que representam a doutrina espírita na Paraíba e no país: o Presidente da Federação Espírita, José Raimundo de Lima, ao filho adotivo de Chico Xavier, Eurípedes Humberto Higino dos Reis e ao Presidente do Núcleo Espírita Dom Samaritano, Severino Celestino da Silva.

A justificada sessão especial em homenagem ao centenário de nascimento de Chico Xavier está na abnegação que o mediúnico tinha em ajudar as pessoas com as suas mensagens psicografadas. “Do ponto de vista espiritual, Chico Xavier foi a cada dia, um homem mais rico: multiplicou os talentos que o Senhor lhe confiou, através de seu trabalho, de sua perseverança e da sua humildade em serviço”, ratificou a deputada.

Sobre Chico Xavier

Francisco Cândido Xavier nasceu em Pedro Leopoldo (MG), no dia 2 de abril de 1910 e desencarnou em 30 / 06 / 2002. Filho de operário inculto e de humilde lavadeira ficou órfão de mãe aos cinco anos de idade. Seu pai se viu obrigado a entregar alguns dos seus nove filhos aos cuidados de pessoas amigas e Chico Xavier ficou com sua madrinha, mulher nervosa que o maltratava cruelmente.

Em maio de 1927 foi realizada a primeira sessão espírita no lar dos Xavier, em Pedro Leopoldo. Seu primeiro livro psicografado foi publicado em 1931. Os direitos autorais de seus livros publicados, em torno de 340, foram cedidos, gratuitamente, às editoras espíritas ou a quaisquer outras entidades. Quanto à fortuna material, ele continuava tão pobre quanto sempre. Chico era aposentado e recebia somente os proventos de sua aposentadoria, que era de valor extremamente baixo.

O pai da deputada Iraê Lucena, senador Humberto Lucena, então Presidente do Congresso Nacional, em 1987, apresentou Projeto de Lei instituindo merecida pensão especial a Chico Xavier, por todo o serviço de amor e caridade que ele ofereceu durante toda a vida, até então, aos irmãos mais necessitados.

Vale lembrar que depois de efetivada a pensão, que passou de R$ 350,00 para R$ 1.500,00, valores estipulados para hoje, conforme documentos a nós apresentados, todo este montante foi revertido para as obras de caridade do médium, como a distribuição de alimentos realizada em Uberaba.  
 

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.