Início do Centro de Convenções de João Pessoa vai gerar mil empregos

O superintendente da Suplan, Gilson Frade, disse há pouco que as obras de construção do Centro de Convenções de João Pessoa, que iniciarão logo após o ato de assinatura da ordem de serviço pelo governador José Maranhão, serão responsáveis pela geração imediata de mil empregos diretos.
 
Ele acrescentou que, para o início da execução do projeto, já estão assegurados e em caixa recursos da ordem de R$ 10,5 milhões. Para o próximo ano, ele disse que já estão garantidos outros R$ 30 milhões. Além disso, o Governo do Estado investirá recursos próprios da ordem de 20% do valor total da obra (R$ 104 milhões), referente à contrapartida.

"São sete meses de Governo e de benção. A usurpação e a longa luta por justiça não afetaram minha mente e nem a determinação de lutar pela minha terra e pelo povo paraibano", disse o governador José Maranhão. No início do discurso, Maranhão agradeceu a Deus pela oportunidade de lançar a ordem de serviço: "Obrigado por essa realização e por abençar o sonho que é meu e de todos os paraibanos", disse.
 
Assinaram a ordem de serviço, o governador José Maranhão, o superintendente do Suplan, Gilson Frade, e o diretor da Via Engenharia, Fernando Queiroz. A solenidade acontece em estrutura montada na rodovia PB–008, Km 5, do Pólo Turístico Cabo Branco, que dá acesso às praias do Litoral Sul do Estado, local onde será construído o Centro de Convenções.

Presentes à solenidade, o senador Roberto Cavalcanti, os deputados federais Marcondes Gadelha, Manoel Júnior e Wilson Santiago, além dos deputados estaduais Ranieri Paulino, Francisca Mota, Trócolli Júnior, Gervásio Maia e Expedito Pereira, entre outras autoridades civis e militares.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.