Indignada, Daniella revela voto em Amim após saber que não há prejuízo na revelação

A senadora Daniella Ribeiro (PP) demonstrou indignação durante votação para a presidência do Senado e disse que nunca precisou ter que mostrar provas do que dizia na vida pública. Ela fez a referência em relação ao impasse sobre voto aberto ou secreto para a Mesa Diretora da Casa, neste sábado (2).

A presidente do STF, ministro Dias Tóffoli, já resolveu o problema da sessão tumultuada de ontem (1º) anulando a votação aberta, determinando votação secreta e ordenando que o senador paraibano Zé Maranhão (MDB) presidisse a sessão de hoje.

Daniella quis saber da Mesa Diretora da sessão se seria prejudicada ao revelar seu voto e, ao ser informada que era uma decisão facultativa a revelação do voto, a senadora da Paraíba mostrou que votou no senador Esperidião Amim para a presidência do Senado.

Vários senadores se manifestaram a favor do voto aberto e criticaram a decisão do ministro Dias Tóffoli, alegando que o Poder Judiciário interferiu na autonomia do Poder Legislativo.

Acompanhe a íntegra da sessão.

 

 

 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.