Hugo Motta atribui derrota de Maranhão à acomodação do PMDB

O deputado federal eleito Hugo Motta confirmou, em entrevista à Rede Paraíba Sat, ter havido uma acomodação de seu partido no primeiro turno, devido ao favoritismo de José Maranhão (PMDB) nas pesquisas. Segundo ele, o "salto alto" prejudicou a performance eleitoral do governador:

– Realmente, no primeiro turno, houve acomodação não apenas em Patos, mas em toda a Paraíba porque as pesquisas mostravam uma larga vantagem, que quando nos deparamos com as urnas, não existia. Pelo contrário, houve uma vantagem do candidato Ricardo Coutinho. Esse certo sapato alto foi muito prejudicial ao governador Maranhão e creio que tenha sido o principal motivo para sua derrota. No segundo turno, virou uma onda e a expectativa de vitória de Ricardo era bem maior. Em Patos, perdemos por 570 votos no primeiro turno, e no segundo, 610. Nós conseguimos conter essa onda que foi vista em quase todos os municípios.

O jovem parlamentar disse que aceita o resultado das urnas e negou que houvesse naturalidade

– Você é prefeito da cidade, mas não manda nos votos do município. A avaliação dos candidatos estaduais muitas vezes tem a ver com a administração municipal, mas  Patos é uma cidade de grande porte e não se pode dizer que esse resultado seja fruto da administração municipal. Durante o período eleitoral, o instituto Opinião avaliou que o prefeito de Patos tem 75% de aprovação. Uma derrota de José Maranhão em Patos não quer dizer que o povo não aprova a administração municipal, mas apenas que preferiu o outro candidato, que considera ser o melhor para Patos e para a Paraíba.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.