Notícias de João Pessoa, paraíba, Brasil

Hospital de Trauma de Campina inaugura ambulatório para travestis e transexuais

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

O Hospital de Emergência e Trauma Dom Luiz Gonzaga Fernandes em Campina Grande, que integra a rede hospitalar do Governo do Estado,  inaugura, nesta sexta-feira (11), o Ambulatório de Saúde Integral para Travestis e Transexuais da Paraíba (Ambulatório TT/PB). O espaço está instalado no anexo da unidade de saúde. Esse será o segundo ambulatório do estado, o primeiro funciona no Hospital Clementino Fraga, em João Pessoa.

Na última terça-feira (8) foi realizada a primeira capacitação com a equipe de profissionais do ambulatório TT, juntamente com os coordenadores da linha de frente (acolhimento, recepção e segurança) e todo o corpo diretor (direção, núcleo jurídico e RH).

O atendimento no ambulatório TT vai contar com equipe multiprofissional composta por psiquiatra, endocrinologista, urologista, ginecologista, enfermeiro, psicólogo, assistente social e gerente administrativo.

A porta de entrada para o atendimento será o Centro de Referência Luciano Bezerra, que funciona na Rua Dom Pedro I, 558, no bairro do São José em Campina Grande. O acolhimento será feito por profissional da equipe interdisciplinar, que irá desenvolver um plano terapêutico individual, conforme as necessidades de atenção de cada indivíduo.

Para garantir o acesso ao processo transexualizador, o usuário deve ter idade mínima de 18 anos.

Para a diretora geral do Hospital de Trauma de Campina Grande, Ingrid Ramalho, esse Ambulatório de Saúde Integral para Travestis e Transexuais da Paraíba é reflexo da política inclusiva do plano de Governo do Estado da Paraíba, em parceria com a Secretaria de Saúde do Estado, com o intuito de abranger todas as necessidades existentes no âmbito da saúde do paraibano. A inauguração do ambulatório TT significa um momento extremamente importante, uma vez que nos faz refletir sobre a valorização e respeito à Diversidade Humana.

“No processo de interiorização da política pública LGBT, o governador João Azêvedo atende a um pleito antigo da sociedade civil e com o empenho da SEMDH e da SES, nós conseguimos implementar este valioso instrumento de dignidade e valorização da vida das mulheres trans, travestis e homens trans no seu processo transexualizador. É uma grande conquista para a população LGBTQIAP+ do Estado que é usuária do nosso Centro de Referência Luciano Bezerra, em Campina Grande, que de agora em diante é a porta de entrada para o novo ambulatório TT”, destacou a secretária da Mulher e da Diversidade Humana da Paraíba, Lídia Moura.

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

MAIS LIDAS

Exaustão, sobrecarga… por que não reconhecemos os nossos limites?

‘Festa da Adoção’ tenta aproximar crianças e adolescentes de pessoas aptas a adotar

Presidente do PT é acusado de cometer etarismo contra Luiz Couto

Anteriores

edsonfachin

Ministro do STF decide arquivar ação contra reeleição antecipada de Adriano Galdino

Sodiê

Governo da Paraíba dispensa emissão de documentos fiscais em mercadorias doadas ao RS

lovina

MPF intervém e Prefeitura de Cabedelo demole obra ilegal de contenção marítima do Lovina

chuvasrs (1)

Com chuva forte, água sobe pelos bueiros e volta a inundar ruas em Porto Alegre

1af1367b-89e5-4e87-ae7e-586266147ed4

Paraíba participa da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite a partir de segunda

tourinho1 (1)

APCA homenageia imprensa da Paraíba com a Comenda Acadêmico Mário Tourinho

Poste, batida

Paraíba registra 242 colisões em postes este ano; João Pessoa e Campina lideram

Lixão a céu aberto

Prefeitura de Catolé do Rocha deve pagar indenização por lixão a céu aberto

Luciano Cartaxo 3

Luciano Cartaxo tem alta e deixa hospital em João Pessoa

PF operação

Operação da PF mira empresas clandestinas de segurança privada