Hervázio lamenta falta de comunicação de Cássio com Cícero

O vereador Hervázio Bezerra (PSDB) está em Brasília desde ontem e hoje de manhã concedeu uma entrevista ao Correio da Manhã e lamentou a falta de contato do ex-governador Cássio Cunha Lima com o senador Cícero Lucena. Ele admitiu que os fato de Ricardo Barbosa ter se desfiliado do PSDB e o ex-deputado Inaldo Leitão ter anunciado seu ingresso no PSB causam apreensão no grupo. "Não podemos fazer política escondendo a verdade. A opinião pública tem direito de saber. Isso é motivo de apreensão para todos nós", disse ele, citando que o grupo mais ligado a Cícero tem estranhado o distanciamento entre Cássio e o senador.

"Não sabemos explicar o motivo do distanciamento de Cássio com Cícero. Mas, é impressionante a forma como Cícero tem se comportado durante todo esse processo. A Paraíba é testemunha da história de lealdade e renúncia dele para com Ronaldo e com Cássio Cunha Lima e com a unidade do grupo. Não podemos esconder que pessoalmente ele sente muito essa distância, mas surpreende a vitalidade de Cícero. Ele tem mantido contatos permanentes com o governador José Serra e dele tem recebido todo apoio. A candidatura de Cícero está mantida e vai se incorporar ao projeto nacional. Nos surpreende a disposição de Cícero, independente de qualquer fato, de manter a pré-candidatura", comentou ele.

Desistência negada – Hervázio Bezerra também comentou a tese especulada de uma conversa entre José Serra e Cássio Cunha Lima na qual o ex-governador teria intercedido para que Serra demovesse Cícero da intenção de disputar o Governo do Estado em 2010. Em troca, seria oferecida a coordenação da campanha de Serra no Nordeste. O vereador disse que tinha tomado conhecimento desse ruído de bastidores, mas disse não saber se era procedente.

"Ao meu ver, o lógico seria Cássio retornar à Paraíba e conversar com Cícero, Efraim, deputados e prefeitos de nosso grupo. Com o conhecimento pleno do quadro da Paraíba, aí sim poderia conversar com Aécio Neves e José Serra para traçar uma estratégia, levando em conta o atual momento político da Paraíba. Cícero foi o candidato que mais percorreu o Estado, mais que Ricardo Coutinho e José Maranhão. Ele cumpriu fielmente a missão que foi delegada por Cássio. De repente, o ex-governador retorna ao Brasil e não dá um telefonema para seu amigo. É estranho? é. Podemos esconder? não", disse.

Hervázio ainda disse ter tomado conhecimento de uma outra especulação segundo a qual Cássio teria se encontrado no feriado da Independência com Ricardo Coutinho e Ney Suassuna: "Tomamos conhecimento dessa especulação. É preciso saber quais as regras do jogo. Ficou um barco à deriva e cada um saiu agindo de sua forma e isso atinge de morte a estrutura do PSDB. A principal vítima é Cícero Lucena".

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.