Governo afasta oficial que comandou ação da PM em protesto contra Bolsonaro no Recife

O governador de Pernambuco, Paulo Câmara, se posicionou formalmente sobre a confusão entre PMs e manifestantes contrários ao governo Bolsonaro no início da tarde deste sábado, no Centro do Recife. Em comunicado oficial nas redes sociais, o governador anuncia que determinou o afastamento do oficial que comandou a ação para dispersar a manifestação e o policial que teria agredido com spray de pimenta a vereadora do Recife Liana Cirne (PT).

“Sempre pratiquei na minha condição de governador de Pernambuco, os mesmos princípios que defendo como cidadão e democrata. Repudiamos todo ato de violência, de qualquer ordem ou origem. Sobre o ocorrido durante manifestação no Centro do Recife, na manhã deste sábado, determinei a imediata apuração de responsabilidades”, diz o governador.

Sempre pratiquei na minha condição de governador de Pernambuco, os mesmos princípios que defendo como cidadão e democrata.

Repudiamos todo ato de violência, de qualquer ordem ou origem. pic.twitter.com/rI5L52ypxh

E segue: “A Corregedoria da Secretaria de Defesa Social já instaurou procedimento para investigar os fatos. O oficial comandante da operação, além dos envolvidos na agressão à vereadora Liana Cirne, permanecerão afastados de suas funções enquanto durar a investigação. Sempre vamos defender o amplo diálogo, o entendimento e o fortalecimento de nossas instituições dentro da melhor tradição democrática de Pernambuco”, finaliza.

 

 

 

Jornal do Commercio

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.