Governadora do PT anula nomeação de ex-performer erótica para seu gabinete

Dois dias após nomear a ex-performer erótica, atriz, DJ e ecologista Élida Braz como assessora de seu gabinete, a governadora do Pará, Ana Júlia Carepa (PT), disse ontem que anulará a nomeação. Élida, que é filiada ao PV e usa o nome Lady Green, "a musa da sustentabilidade", teria um salário de R$ 1.500.

A Folha noticiou ontem o caso. Ana Júlia, que tenta a reeleição, já havia nomeado para a vaga, em 2007, uma manicure e uma esteticista.

A exoneração ocorreu a pedido do marido de Élida, André Lobato, o Kaveira (artista e ecologista). Ele criticou a Folha, que a chamou de "ex-stripper": "Isso não é verdade, ofendeu profundamente nossa honra. Ela é uma atriz profissional".


Folha Online

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.