Gominho muda Manzuá e extingue postos fixos da Operação

O secretário de Segurança e Defesa Social da Paraíba, Gustavo Gominho, informou hoje que sua Pasta terá à disposição cerca de R$ 25,5 milhões para investimentos no segmento. Deste total, R$ 18 milhões estarão disponíveis ainda este ano e outros R$ 7 milhões no ano que vem. Gominho explicou que o dinheiro deverá ser usado em vários setores, mas garantiu que vai priorizar a Inteligência e a Corregedoria. O secretário ainda explicou que deve promover a reforma de várias delegacias e também do Instituto de Medicina Legal:

"Herdei oito convênios do governo federal cujo dinheiro já estava na conta, são R$ 9,98 milhões que eu não podia usar porque os R$ 283 mil da contrapartida não haviam sido dados pelo Estado. Vamos adquirir viaturas, motocicletas, munições, armas e equipamentos para as polícias e os bombeiros. Vamos iniciar as licitações e recuperar a Acadepol e o IML. Do jeito que está, até o cadáver se sente mal no IML da Paraíba. Vamos adquirir 10 rabecões e distribui-los com Patos, Cajazeiras, Campina Grande, Guarabira e João Pessoa", disse Gominho, acrescentando que a Central de Polícia de Campina Grande, que foi interditada, também será reformada.

Manzuá – O secretário também disse que a Operação Manzuá, do jeito como está, não tem serventia. Ele prometeu reformular o projeto e está licitando a aquisição de três micro-ônibus para colocar nas ruas o novo formato da barreira contra entrada de bandidos e drogas no Estado: "Não sou político. Alguém tinha que ter a coragem de dizer que a Manzuá não tem mais razão de ser. Ela não resolve nada e só cria problemas. Quando a Operação foi criada, durante a gestão de Geraldo Navarro, João Pessoa só tinha duas ou três saídas, mas agora, essa barreira fixa se banalizou. Os bandidos sabem onde eles estão e os evitam. Nós vamos mudar isso. Vamos fazer barreiras móveis e simultâneas nas grandes vias e nas estradas vicinais. Quem fugir da barreira principal, vai cair na arapuca das vias próximas", disse ele.

A nova estrutura, além do micro-ônibus, terá um sistema interligado de internet banda larga para acesso aos bancos de dados de Segurança.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.