Geraldo Vandré é aplaudido de pé em retorno aos palcos após 50 anos

O cantor e compositor paraibano Geraldo Vandré foi aplaudido de pé na noite de hoje na Sala de Concertos Maestro José Siqueira na primeira de duas apresentações que marcaram o fim do silêncio de 50 anos fora dos palcos. O último show do paraibano, considerado hoje “mito da MPB”, aconteceu em dezembro de 1968 – um dia antes da publicação do Ato Institucional nº5 (AI-5), que acabou o exilando no Chile. Advogado, poeta e violonista brasileiro, Vandré é um dos nomes mais célebres da música popular brasileira. Seu sobrenome é uma abreviatura do sobrenome do seu pai, o otorrino José Vandregíselo.

Entre vários auxiliares do Governo do Estado, o secretário de Recursos Hídricos, Meio Ambiente, Ciência e Tecnologia do Governo do Estado, João Azevedo, prestigiou o concerto de hoje. O recital “Música e Poesia da Capitania de Wanmar” acontecerá também nesta sexta-feira (23), a partir das 20h30.

Para as duas apresentações (de quinta e sexta) os mil ingressos disponibilizados se esgotarem em cerca de 15 minutos. “O primeiro da fila chegou ainda na madrugada”, ressaltou o secretário de Cultura, Lau Siquiera. Foram limitadas duas entradas por pessoa, para que o maior número de espectadores possível fosse contemplado.

Em um coletiva de imprensa na quarta-feira (21), Vandré afirmou não ter pretensão de fazer outras apresentações em público, ainda que se fosse um show pago. “Canto aqui porque é a Paraíba”, afirma o homenageado das duas noites.

2 comentários

  • MARCELLO LOPES NEVES FILHO
    23:10

    Feliz foi quem em João Pessoa teve a sorte de assistir ao show deste monstro sagrado que não faz show no Brasil há cinquenta anos. Além do mais, aqueles que foram cumprimentá-lo e puderam tirar uma foto com o poeta.
    Infelizmente o show não seguirá pelo Brasil.
    Parabéns a vocês habitantes da cidade que foram vê-los. Deus lhes abençoe!
    Que Deus ajude o Geraldo Vandré a fim de que este não guarde mais as sobras de um dos piores momentos políticos brasileiros!

Comentários