Fiep realiza hoje debate com candidatos ao Governo da PB, mas Tárcio avisa que não vai

A Federação das Indústrias do Estado da Paraíba realizará hoje o “Diálogo da Indústria com os Candidatos ao Governo”. O objetivo é o de apresentar as Propostas da Indústria Paraibana para o futuro governador do Estado.

O evento que será na sede da FIEP, em Campina Grande terá transmissão Ao Vivo pelo Facebook (fb.com/fiepb), e terá início, a partir das 13h45. A abertura do Diálogo com os Candidatos à Governador será feita pelo presidente da FIEP, Francisco de Assis Benevides Gadelha. Em seguida, cada candidato de forma individual terá 20 minutos para expor seus planos de governo para os empresários do setor industrial, com base no documento Propostas da Indústria Paraibana para as Eleições 2018.

Na programação, está prevista uma sabatina com os candidatos, onde três empresários formularão perguntas aos candidatos com base no documento “Propostas da Indústria Paraibana para as Eleições 2018”, cada parlamentar terá 05 minutos para formular suas respostas. E para encerrar a sua participação terá mais 05 minutos para as considerações finais.

Não vai – O candidato do PSOL, Tárcio Teixeira, informou que não irá ao debate da Fiep. Em um texto remetido aos eleitores e à entidade, ele explicou que terá outro compromisso no sertão e não escondeu uma proposta que contraria os interesses do empresariado: “A intenção em rever os benefícios fiscais hoje focados nas grandes empresas”.

Confira a íntegra da nota de Tárcio Teixeira:

Sobre Sabatina na FIEP

Gostaria muito de debater com os empresários da FIEP, infelizmente a sabatina com os candidatos vai ocorrer hoje, no dia do debate entre os candidatos que ocorrerá na TV Diário do Sertão, em Cajazeiras.

Como é de conhecimento público, nossa campanha não tem aeronaves, sou candidato e divido o volante com companheir@s de partido. Será a primeira atividade que faltarei, e por motivos justo, ao contrário de outros que fugiram de vários debates com o povo.

Remeto essa texto para que a FIEP possa justificar nossa ausência, ao mesmo tempo que possam dizer da nossa intenção em rever os benefícios fiscais hoje focados nas grandes empresas, queremos envolver de forma efetiva o micro, pequeno e o médio empresário no processo de desenvolvimento da Paraíba, ao contrário da centralização hoje existente no grande empresariado.

Entendemos ainda que é preciso envolver o turismo, a agricultura, o meio ambiente e a cultura como parte do desenvolvimento da nossa Paraíba.

Essa centralidade nas grandes empresas, que emprega 20% do emprego existente, precisa ser invertida, envolvendo os que empregam 80%, ampliando a quantidade de emprego e renda, além de ampliar a arrecadação do nosso orçamento.

Tárcio 50
Candidato a Governador da Paraíba

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.