Notícias de João Pessoa, paraíba, Brasil

Festival de Gramado e a presença de talentos paraibanos no audiovisual brasileiro

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Por Bertrand Lira

A Paraíba se tornou uma referência para realizadores de cinema no país quando buscam atrizes e atores para os seus filmes, séries e telenovelas. O longa-metragem, ‘Mais pesado é o céu’, do diretor cearense Petrus Cariry, e o primeiro episódio da série ‘Cangaço Novo’, de Aly Muritiba e Fábio Mendonça, do streaming Amazon Prime atestam essa potência. Ambos foram exibidos na noite da segunda-feira, dia 14, numa das sessões mais concorridas do 51º Festival de Cinema de Gramado que teve início no dia 11 e termina hoje com a cerimônia de premiação dos longas-metragens da mostra competitiva. A primeira temporada da série estreou esta semana no Amazon Prime.

Esta tradição de “exportador de talentos’, para além das nossas fronteiras de um pouco mais de 56 km2, teve início com o encontro, por volta de 1997, do Grupo Piollin e o cineasta Walter Salles, diretor de ‘Terra Estrangeira’ (1995), ‘Central do Brasil’ (1998) ‘A Grande Arte’, ‘Abril Despedaçado’ (2001), entre outros. Salles foi convidado pelo cineasta baiano Sérgio Machado, diretor de ‘Cidade Baixa’ (2005) ‘Onde a Terra acaba’ (2002) e ‘O Rio do desejo’ (2023) para conhecer o espetáculo ‘Vau da Sarapalha’, dirigido por Luís Carlos Vasconcelos do Grupo Piollin.

A partir deste encontro, Everaldo Pontes, Soia e Nanego Lira, integrantes da peça, e Ingrid Trigueiro passaram a integrar o elenco do longa-metragem ‘Central do Brasil’, indicado ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, A Paraíba, então, se tornou passagem obrigatória dos diretores e diretoras para a seleção de atrizes e atores da produção de cinema, séries e novelas brasileiras, mormente dos estados do Ceará e Pernambuco. Claro, além das produções locais, que passaram a valorizar nossos artistas e técnicos, o que confere uma identidade ao cinema paraibano. O diretor e roteirista Sérgio Machado esteve mês passado na Paraíba para a seleção do elenco da série ‘Maria Bonita’ a ser gravada ainda este ano.

‘Mais pesado é o céu’ e a série ‘Cangaço Novo’ colocaram na tela do Festival de Cinema de Gramado a arte desses talentosos atores e atrizes paraibanos. No primeiro, Buda Lira faz um caminhoneiro que transporta gado e encontra Antônio (Matheus Naschtergaele), atuando nos aproximadamente 10 primeiros minutos do filme, de narrativa densa e desfecho violento. Outra presença paraibana no elenco é a da atriz Danny Barbosa interpretando Letícia, uma trabalhadora numa loja de conveniência de um Posto de Gasolina à beira de uma estrada. Tanto ela quanto Buda atuaram em ‘Bacurau’, de Kléber Mendonça Filho. Danny, além de atuar e dirigir curtas-metragens, é uma das personagens do documentário ‘O seu amor de volta (mesmo que ele não queira), dirigido pelo autor desta matéria.

Realizando seu sonho de infância, Danny Barbosa fez sua passagem pelo tapete vermelho do 51° festival de Cinema de Gramado carregada de emoção e sentindo, mais uma vez, a importância de seu trabalho para pessoas pretas e lgbt’s. Ela é a primeira mulher preta trans no estado da Paraíba a exercer as diversas principais funções em curtas-metragens (direção, roteiro e atriz principal).

Na série da Amazon Prime, a participação paraibana no elenco é ainda maior, a começar pela atriz Marcélia Cartaxo que tem um papel central na longa trama. Ela é Zeza, uma líder ruralista que assume a responsabilidade de criar os sobrinhos órfãos de uma chacina e personagens principais da série. Buda Lira está no papel de Waldomiro, um pequeno agricultor que perde suas terras para o banco porque não pode pagar as dívidas. Waldomiro termina por se incorporar à comunidade religiosa criada por Zeza, que surge em resposta às injustiças que sofrem os pequenos agricultores e outros atores sociais.

Dudha Moreira integra o elenco da primeira e está escalada para a segunda temporada de ‘Cangaço Novo’, com lançamento previsto para agosto de 2024. Na série, sua personagem dona Luzia é religiosa ferrenha, mãezona, conhece tudo do bando do cangaço e trata todos com muito zelo e carinho, interpretando a mãe de um dos cangaceiros, Jeremias (o potiguar Ênio Cavalcante). Na TV, Dudha alegrou o público na novela ‘Velho Chico’ (2016), fazendo parte do trio de fofoqueiras da região e a personagem Cema, na novela Travessia de 2023, exibidas na Rede Globo.

Com 26 anos e com quase 20 de carreira, Geyson Luiz está na série ‘Cangaço Novo’, dando vida a Pino, um cangaceiro com sentimento de ódio insaciável. Em breve, Geyson poderá ainda ser visto no longa ‘Salomé’ e na segunda temporada da série ‘Lama dos Dias’, de Hilton Lacerda, no Canal Brasil, onde interpreta o protagonista Farmácia, um jovem anarquista. A produção, que teve a primeira parte lançada em 2019, resgata o início do movimento mangue beat e remonta à cena cultural de Recife dos anos 1990.

Para Joálisson Cunha (personagem Tirolesa), um dos assaltantes do bando em ‘Cangaço Novo’, “dos produtos audiovisuais que, atualmente, têm o Nordeste como cenário, a produção apostou no elenco majoritariamente nordestino, incluindo os protagonistas, com uma construção estética menos esteriotipada, que certamente vai aproximar bastante o público brasileiro e internacional da história a ser contada.” É isso, nordestinos interpretando personagens nordestinos com sotaque autêntico e não caricaturado das produções televisivas. A novela ‘Mar do Sertão’ contribuiu para a valorização desses talentos das plagas de cá.

Vando Farias, ator, diretor e dramaturgo, está em ‘Cangaço Novo’ no papel de um louco maltrapilho. Tem mais de 25 participações em produções teatrais, já tendo sido premiado como Melhor Ator, além de outras 7 indicações. Vando atuou em cinco filmes: ‘A língua Lavra’, ‘Escadas’, ‘Espelho do Amor’, ‘Amortizado’ (onde fez o protagonista), uma produção da Cerrado Filmes em Brasília-DF, além de ‘Onirismo’, de Benjamim Carlos.

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

MAIS LIDAS

UEPB: uma crise democrática

Confusão continua: TRE nega ter chancelado posse de Raissa Lacerda na Câmara

Anteriores

Wellington Farias 2

Wellington Farias será homenageado no Caminhos do Frio em Serraria

Paulo Braz de Moura, prefeito Poço José de Moura

Pleno do TJPB recebe denúncia contra prefeito de Poço José de Moura

Harrison Targino, presidente da OAB-PB

OAB-PB aprova resolução que atualiza tabela de honorários da advocacia previdenciária

Cícero Lucena assina ordem de serviço na Penha

Cícero autoriza obras na Penha, que vai chegar a 100% das ruas pavimentadas

Chuvas e rede elétrica

Meteorologia prevê fim de semana com chuvas em João Pessoa, Campina e outras cidades

Forró Preto no Branco

Funjope leva autêntico forró nordestino para mercados públicos nesta sexta

Santanna no são joãode cg

Santanna e Zé Vaqueiro abrem nesta sexta-feira o São João de Bananeiras

Cícero e o Crea-pb

Crea-PB e Prefeitura de João Pessoa Firmam acordo de cooperação técnica

João Azevêdo 26

João autoriza aumento no número de convocados do concurso da PM e Bombeiros

Lily Sanfoneira

Projeto Café no Forró continua neste fim de semana na Usina Cultural Energisa