Federação entre Cidadania e PSDB desagrada João que pode deixar o partido

O governador da Paraíba, João Azevêdo, pode deixar o Cidadania. A mudança é ocasionada pelas avançadas conversas entre o partido de João e o PSDB em nível nacional. O presidente do Cidadania, Roberto Freire, e o do PSDB, Bruno Araújo, têm dialogado muito neste sentido e a decisão pode sair nos próximos dias, trazendo desconforto para o chefe do executivo paraibano já que a federação teria preferencialmente o apoio ao pré-candidato à presidência pelo ninho tucano, João Doria. Azevêdo prefere Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Além disso, há um empecilho de grandes proporções na Paraíba, onde Pedro Cunha Lima já foi colocado como pré-candidato ao Governo e é ferrenho adversário de João.

Caso a federação seja formada, os partidos terão de caminhar juntos até a eleição de 2026.

Com opções de novo destino, João Azevêdo já recebeu vários convites e duas legendas são tidas como as mais cotadas, o PSD de Gilberto Kassab ou o retorno ao PSB de Carlos Siqueira, de onde João saiu quando rompeu politicamente com o ex-governador Ricardo Coutinho. Ironicamente, Ricardo, estopim da saída de João, deixou a sigla em dezembro e voltou ao PT. Já a direção nacional do PSB colocou tapete vermelho para ter João de novo entre seus filiados, mas até agora o governador paraibano não se pronunciou sobre o novo rumo.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.