Federação de servidores acusa prefeitos de superdimensionar a crise

O presidente da Federação dos Servidores Públicos Municipais da Paraíba (Fespmpb), Francisco de Assis Pereira, lançou hoje à tarde um desafio ao presidente da Federação dos Municípios da Paraíba (Famup), Buba Germano. Durante entrevista à Rede Paraíba Sat, o dirigente cobrou que Buba provasse que as prefeituras não aumentaram o número de contratações de prestadores de serviço e cargos comissionados a partir de janeiro, quando começou a queda no repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

"Desafio o presidente da Famup a provar que as prefeituras não aumentaram o número de cargos de confiança de janeiro para cá. Todos os prefeitos dobraram o número de prestadores de serviço e os cargos de confiança. Tem prefeituras no interior que tem mais cargos de confiança que a de João Pessoa. Esse pessoal não trabalha no município. E depois, fica aí cobrando o FPM e dizendo que está em crise. Se tem crise, porque continuam contratando cabos eleitorais", disse Chico.

A Federação e a Central Única dos Trabalhadores da Paraíba promovem no dia 28 deste mês um ato público para denunciar a má administração de vários prefeitos no Estado. A estimativa é que aproximadamente mil trabalhadores ocupem praça pública naquela cidade. A concentração dos manifestantes está marcada para as 9 horas.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.