Notícias de João Pessoa, paraíba, Brasil

Farmácias irregulares são interditadas em Araruna e Cacimba de Dentro

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

A Agência Estadual de Vigilância Sanitária está intensificando a fiscalização para identificar farmácias que estejam funcionando irregularmente em toda a Paraíba e aplicar as penalidades sanitárias cabíveis, incluindo a interdição dos estabelecimentos. A ação já resultou em apreensões e interdições de farmácias irregulares, dentre as quais dois estabelecimentos localizados nos municípios de Araruna e Cacimba de Dentro, no Brejo paraibano. O objetivo, segundo o diretor-geral da Agevisa/PB, Geraldo Moreira de Menezes, é garantir segurança sanitária aos usuários dos medicamentos e demais produtos e serviços oferecidos no mercado farmacêutico paraibano.

“A população não pode ser exposta a riscos decorrentes da atuação de empreendimentos irregulares que desrespeitem as normas vigentes, especialmente de ordem sanitária. E a Agevisa, enquanto parte da estrutura de Governo responsável pela promoção e proteção da saúde pública na Paraíba, está empenhada em fechar cada vez mais o cerco contra atividades que ponham em risco a saúde das pessoas, incluindo farmácias irregulares cujos responsáveis teimem em burlar a legislação”, afirmou.

Nesse processo, Geraldo Moreira ressaltou a importância da parceria da Agevisa/PB com o Ministério Público Estadual, especialmente através do Programa de Proteção e Defesa do Consumidor do Ministério Público da Paraíba (MP-Procon), a Receita Estadual, as Polícias Militar, Civil e Rodoviária Federal, e com outros órgãos da sociedade civil comprometidos com a defesa da saúde da população.

Interdição em Araruna e Cacimba de Dentro – Como resultado da busca ativa para identificar estabelecimentos farmacêuticos irregulares, mais duas farmácias foram interditadas na Paraíba, desta vez nos municípios de Araruna e Cacimba de Dentro. As interdições ocorreram na manhã de sexta-feira (24), em Operação conjunta que envolveu, além da Agevisa/PB, o Programa de Proteção e Defesa do Consumidor do Ministério Público da Paraíba (MP-Procon), a Receita Estadual e a Polícia Civil.

Na área de competência da Vigilância Sanitária, foi constatada nos dois estabelecimentos a inexistência de Licença Sanitária e de Responsável Técnico (farmacêutico), assim como a exposição à venda de medicamentos psicotrópicos irregulares. Nas demais áreas representadas na Operação, constatou-se a prática de precificação irregular, ausência de Certificado do Corpo de Bombeiros, do telefone do Procon e de exemplar do Código de Defesa do Consumidor. Na farmácia de Cacimba de Dentro foi constatada também a inexistência de extintores de incêndio.

Em razão das irregularidades, foram lavrados Termos de Apreensão e de Interdição; a Receita Estadual apreendeu máquinas de cartão (equipamento de POS) para averiguação, e os responsáveis pelos estabelecimentos foram autuados em flagrante, pelo crime previsto no art. 33 da Lei 11.343/2006, que dispõe sobre o Sistema Nacional de Políticas Públicas sobre Drogas (Sisnad), e encaminhados à Delegacia de Araruna para posterior Audiência de Custódia.

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

MAIS LIDAS

UEPB: uma crise democrática

Confusão continua: TRE nega ter chancelado posse de Raissa Lacerda na Câmara

Anteriores

boaventura

Auditor do TCE é barrado em Boa Ventura e aciona MP e polícia para checar finanças

f13594e09cbba8986323e3cf52d2a445

João surpreende e nomeia Arymatheus para Saúde e Miguel Ângelo para Desenvolvimento Econômico

WilsonfilhoRepublicanoss

João Azevêdo anuncia Wilson Filho e Edilson Amorim para a Educação da PB

joao-azevedo-paraiba

João Azevêdo anuncia investimentos e credenciamento de entidades para o Programa de Aquisição de Alimentos

aaada

Professores e servidores da UFPB e do IFPB convocam imprensa para entrevista coletiva nesta quinta

aditivo-sao-joao-cg

MPPB, órgãos e empresa assinam Termo Aditivo sobre segurança durante o São João de Campina Grande

cumprimento-decisao-boa-ventura

MPPB tem pedido deferido pela Justiça e garante auditoria do TCE na Prefeitura de Boa Ventura

cópia-de-casa-da-pamonha1

Procon-JP realiza pesquisa no valor das comidas típicas durante os festejo juninos

trt

TRT acata recurso e anula decisão de juiz após parto de advogada

sadfgasdg

Alça que dá acesso à BR-230 no bairro do João Agripino é bloqueada nesta quinta