Falsa ameaça leva Polícia a cercar universidade em Campina Grande

Uma “brincadeira” de estudantes levou a Polícia Militar a cercar a universidade Unifacisa na tarde desta segunda-feira (25) em Campina Grande.

A polícia foi acionada pela direção da unidade após tomar conhecimento de que uma pessoa estaria ameaçando, nas redes sociais, invadir a universidade e promover um massacre semelhante ao da Escola de Suzano, da Grande São Paulo.

O estudante responsável pela “ameaça” foi identificado e ouvido pela polícia. O delegado Victor Melo, da Delegacia de Roubos e Furtos em Campina Grande, disse à imprensa que ouviu o estudante e ele alegou que tudo não passou de uma brincadeira.

O estudante disse que pegou a foto de uma arma na internet e mandou para uma amiga dizendo que cometeria assassinatos na faculdade. As mensagens foram compartilhadas e a brincadeira saiu do controle.

Em nota a diretoria da universidade disse que tudo não passou de uma notícia falsa.

Veja nota da entidade:

“A Unifacisa comunica que, após circulação de notícias em redes sociais na tarde desta segunda-feira, 25, tomou todas as providências comunicando as polícias civil e militar, que imediatamente estiveram no Centro Universitário para averiguação da veracidade dos fatos, tratando-se de notícia falsa. Nenhum incidente foi registrado e a investigação está sendo conduzida pela Delegacia de Roubos e Furtos. Todas as atividades da Instituição estão normalizadas.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.