Fábrica de calçados vai se instalar em Campina Grande e gerar 300 empregos

O governador Ricardo Coutinho se reuniu, nesta quarta-feira (21), na Granja Santana, com representantes da empresa Blue Sandálias que se instalou em Campina Grande e deve iniciar a produção de calçados no mês de junho. Inicialmente, cerca de 150 empregos serão gerados e a expectativa é que nos anos posteriores a empresa empregue mais de 300 pessoas. A produção da Blue será feita de acordo com todas as normas de regulamentação das indústrias calçadistas. Atualmente, a Paraíba é o segundo maior produtor de calçados do Brasil.

Participaram da audiência o secretário da Receita, Marconi Frazão, o secretário executivo da Receita, Leonilson Lins, a presidente da Companhia de Desenvolvimento da Paraíba (Cinep), Tatiana Domiciano, os sócios da Blue, Cláudio Cardoso e Jair Amado, e outros representantes da empresa.

Durante a reunião, o governador Ricardo Coutinho acompanhou uma apresentação do histórico da empresa e garantiu que dará todo apoio necessário para que a Blue tenha êxito na Paraíba. “Essa é mais uma grande empresa que vem somar com este setor no Estado, ampliando o polo calçadista de Campina Grande. No que for possível, o Governo dará apoio para que a empresa se fortaleça e cresça gerando mais empregos e renda”, comentou.

A empresa Blue começou com o simples desejo de calçar as pessoas mais carentes. O objetivo era fazer um empreendimento que fosse auto suportável, de modo que além de vender, a empresa pudesse doar calçados. Foi então criado pelos sócios um projeto chamado “Vamos Melhorar o Mundo”, no qual para cada sandália assinada por alguma marca já conhecida, um cantor, um artista, uma celebridade, uma sandália será doada a quem precisa. Em 2015, foi dado o pontapé inicial para a instalação da empresa de sandálias na Paraíba.

“Fizemos um estudo para escolhermos onde a fábrica seria instalada e optamos pela vinda para Campina Grande devido à proximidade de Pernambuco e pelo fato de o Estado ter um polo calçadista. Aqui temos matéria-prima, incentivos fiscais e mão de obra qualificada. Esperamos gerar inicialmente cerca de 150 empregos e, se tudo correr bem, poderemos chegar a mais de 300 empregos”, comentou o sócio da Blue, Cláudio Cardoso.

Comentários