Exame de Ordem da OAB será feito pela Fundação Getúlio Vagas

Depois de quatro anos e meio, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), decidiu, nesta terça-feira, 3, durante a reunião do Colégio de Presidentes, realizada em Brasília, rescindir o contrato o Centro de Seleção e de Promoção de Eventos, da Universidade Federal de Brasília (Cespe/UnB), empresa responsável pela realização do Exame de Ordem, e imediatamente firmou um novo acordo com a Fundação Getúlio Vagas (FGV).

De acordo com o advogado paraibano Walter Agra, presidente da comissão nacional do Exame de Ordem da OAB, o contrato foi suspenso devido aos últimos problemas ocorridos com a aplicação das provas, bem como ao desgaste natural da relação contratual.

Agra explicou ainda que a mudança de empresa não acarretará nenhum tipo prejuízo para OAB, nem tampouco para os bacharéis em Direito, uma vez que “não haverá sequer retardamento na realização do Exame 2010.2, cujo edital deverá ser lançado ainda neste mês de agosto”.

“Com essa modificação a OAB busca obter uma prova de Exame de Ordem com questões claras e objetivas, levando sempre em conta que o Exame é uma avaliação não um concurso”, comentou Walter Agra.

O presidente também destacou que a importância do Exame está cada vez mais consolidada, por que fornece ao cidadão a garantia de que poderá contar com bons advogados. “O Exame de Ordem é a defesa do cidadão”, sustentou.

Agra finalizou revelando que o resultado da segunda etapa do Exame 2010.1 será divulgado no próximo dia 12.

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.