Ex-presidente estadual do PSB, Nadja Palitot lamenta crise e questiona conduta da direção nacional

A ex-vereadora Nadja Palitot lamentou nesta quinta-feira (12) a crise interna pela qual passa o PSB e indiretamente criticou a postura da direção nacional no trato com os últimos acontecimentos envolvendo filiados paraibanos. “Eu lamento o que esteja acontecendo”, declarou Nadja em entrevista ao ParlamentoPB.

Nadja, que integrou os quadros do PSB por 18 anos, disse que no tempo em que o partido era comandado nacionalmente pelo ex-governador de Pernambuco, Miguel Arraes, isso não aconteceria.

“No tempo de Dr. Arraes isso não aconteceria. E eu falo com a autoridade de quem pertenceu aos quadros socialistas durante 18 anos. Fui presidente do Diretório Municipal de João Pessoa, presidente estadual do partido, votada, fui do Diretório Nacional por muitos anos, então, sempre, a metodologia do Dr. Arraes, quando estava vendo um entrevero, algum desencontro no pensamento entre os companheiros do partido, vinham observadores e esses observadores conversavam, apaziguavam, distencionavam, para que nós alinhássemos o discurso. Então isso que aconteceu agora pra mim foi realmente surpreendente”, declarou.

Sobre o ex-governador Ricardo Coutinho e a indicação dele para o comando do PSB na Paraíba, ela lembrou que no tempo em que era vereador Ricardo era prefeito de João Pessoa. “Eu era vereadora e ele era o prefeito da cidade. Então, era muito melhor para o partido que ele fosse o presidente do partido estadual”, declarou.

Ela disse também que os desencontros políticos com Ricardo se deram por outras motivações.

Ex-presidente estadual do PSB, Nadja Palitot lamenta crise e questiona conduta da direção nacional

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.