Notícias de João Pessoa, paraíba, Brasil

Especialistas dão dicas de como manter a imunidade alta em tempos de Covid e gripe

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Como manter a imunidade alta em tempos de coronavírus e viroses sazonais? Segundo especialistas, não existem soluções milagrosas. Mas a boa notícia é que a maior parte da população tem a mão ingredientes para manter saudável corpo e mente. Alimentação saudável, exercícios físicos e vacinação estão entre as práticas que devem estar inseridas na rotina das pessoas.

Os especialistas em saúde elencam ainda dicas simples como: abastecer o organismo com nutrientes, praticar atividades físicas, dormir bem, se conectar a coisas boas e alimentar relacionamentos saudáveis e amorosos com familiares e amigos.

Para a médica Albanete Lima, da Unidade de Saúde da Família (USF) Alto do Céu Integrada, no bairro de Mandacaru, essas medidas são importantes levando em conta que o combate aos vírus, bactérias e outros invasores é diverso. “Muitos dos problemas que a medicina moderna ajuda a solucionar poderiam ser facilmente evitados se fossem seguidas algumas das recomendações essências à prática de um estilo de vida saudável no dia-a-dia. Hábitos que contribuem para o fortalecimento da imunidade aumentam as chances de combater doenças, com sintomas moderados e recuperação mais rápida”, observa.

Ela explica que a imunidade pode ser inata ou adquirida. Imunidade adquirida se refere quando somos vacinados ou temos contato com um vírus ou bactéria, ativando uma resposta e memorização das células necessárias para seu combate. Já a inata se refere a um sistema básico e está presente no organismo desde o nascimento e, em geral, combate rapidamente os efeitos prejudiciais de organismos invasores.

“De modo geral, manter a imunidade alta, pode ser o diferencial no combate a uma doença, evitar uma reincidência ou reduzir a intensidade ou gravidade do quadro do paciente, desde um simples resfriado até a própria Covid-19”, reforçou a médica.

Ela ainda aconselha a prestar atenção ao seu corpo, porque ele costuma dar sinais. Observe, por exemplo, a manifestação de inflamações e infecções diversas, como otites, laringites, resfriados, infecções intestinais de repetição/diarréia crônica, anemia ou duas ou mais pneumonias no último ano, além de histórico familiar de imunodeficiência. “Seja por perceber alguns dos sintomas listados acima, seja para ficar em dia com a sua saúde, os exames que avaliam a imunidade são muito importantes, como hemograma completo, exames de sorologia, dosagem das imunoglobulinas, contagem e subpopulação de linfócitos e exame do complemento, que são exames específicos que avaliam se o sistema imunológico está apto a oferecer uma resistência eficiente aos ataques diários por algum microrganismo”, ressalta.

Mesmo com todas essas dicas, ainda há de se lembrar que estamos vivendo uma pandemia e somado a ela alguns casos de influenza. Por isso, a necessidade de manter os protocolos sanitários para se prevenir, principalmente levando em conta o período de férias, que tende a haver aglomeração de pessoas e os períodos chuvosos. “Logicamente que as pessoas que possuem alguma restrição precisam de avaliação médica para discutir junto os riscos e benefícios, bem como entender indicações e contraindicações à imunização”, ressalta Ellton Lima, médico da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), do Bairro Bancários.

Ele avalia que, em se tratando de crianças e idosos, os cuidados citados com a imunidade são os mesmos. “Contudo, com crianças e idosos é sempre importante ter uma maior atenção com os quadros respiratórios que possam aparecer. Manter uma vigilância com aferição de temperatura e notar se está com algum sintoma respiratório mais importante, como tosse constante ou respiração mais ofegante. Neste caso, é importante uma avaliação médica de urgência”.

Dicas para fortalecer a imunidade:

– Cuide da alimentação. Consuma vitaminas e minerais diariamente.

– Consuma liquido regularmente, ao menos dois litros por dia (água, chás e sucos);

– Pratique atividades físicas (dê preferência ao que lhe dá prazer é mais fácil de manter a regularidade);

– Evite situações de estresse;

– Procure dormir ao menos oito horas por dia;

– Cuide da sua saúde física e mental – práticas como meditação, yoga e sessões terapêuticas;

– Evite bebidas alcoólicas, refrigerantes e o cigarro;

– Mantenha o protocolo de prevenção contra a Covid-19 – medidas de higiene, evitar exposição e aglomeração, uso de máscaras e álcool-gel;

– Mantenha o cartão de vacina atualizado.

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

MAIS LIDAS

Exaustão, sobrecarga… por que não reconhecemos os nossos limites?

‘Festa da Adoção’ tenta aproximar crianças e adolescentes de pessoas aptas a adotar

Presidente do PT é acusado de cometer etarismo contra Luiz Couto

Anteriores

edsonfachin

Ministro do STF decide arquivar ação contra reeleição antecipada de Adriano Galdino

Sodiê

Governo da Paraíba dispensa emissão de documentos fiscais em mercadorias doadas ao RS

lovina

MPF intervém e Prefeitura de Cabedelo demole obra ilegal de contenção marítima do Lovina

chuvasrs (1)

Com chuva forte, água sobe pelos bueiros e volta a inundar ruas em Porto Alegre

1af1367b-89e5-4e87-ae7e-586266147ed4

Paraíba participa da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite a partir de segunda

tourinho1 (1)

APCA homenageia imprensa da Paraíba com a Comenda Acadêmico Mário Tourinho

Poste, batida

Paraíba registra 242 colisões em postes este ano; João Pessoa e Campina lideram

Lixão a céu aberto

Prefeitura de Catolé do Rocha deve pagar indenização por lixão a céu aberto

Luciano Cartaxo 3

Luciano Cartaxo tem alta e deixa hospital em João Pessoa

PF operação

Operação da PF mira empresas clandestinas de segurança privada