Erro em vacinas para crianças causa afastamento de secretário de Saúde de Lucena

O secretário de Saúde de Lucena, Antônio Paulo, foi exonerado do cargo nesta segunda-feira, 17. O desligamento se deu depois da intensa repercussão negativa da vacinação de crianças feita com doses convencionais do imunizante da Pfizer contra a Covid-19.

“Assim que tomamos conhecimento do caso, nosso primeiro ato foi afastar os profissionais envolvidos”, disse o prefeito Léo Bandeira em entrevista coletiva. Além do secretário Antônio Paulo, foram afastados a técnica de enfermagem, a enfermeira, e a coordenadora de imunização.

As doses, que também estavam vencidas, foram aplicadas em uma unidade básica de saúde da zona rural do município por uma técnica em enfermagem em 48 crianças que receberam o imunizante para adultos na última semana do ano passado e na primeira semana deste ano. As doses da Pfizer para o público infantil só chegaram à Paraíba na última sexta-feira, 14. Naquele mesmo dia, a mãe de dois meninos imunizados com a vacina errada denunciou o caso nas redes sociais e cobrou uma apuração rigorosa do erro.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.