Emissões recordes de Notas Fiscais Eletrônicos apontam aquecimento para fim de ano na PB

Os meses de outubro e de novembro deste ano registraram as maiores emissões de Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) da série histórica de empresas com inscrição estadual, indicando aquecimento da atividade econômica para as compras de final de ano na Paraíba.

Dados do Núcleo de Análise e Planejamento de Documentos Fiscais da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) mostram que em outubro as emissões chegaram a 2,567 milhões, novo recorde de NF-e, representando alta de 10,5% sobre o mesmo mês do ano passado, enquanto em novembro a quantidade chegou a 2,561 milhões, agora o segundo maior volume da série histórica. O último mês recorde havia sido em julho deste ano, quando houve emissão de 2,422 milhões de NF-e.

Nos últimos meses, as empresas movimentaram em NF-e um total R$ 16,2 bilhões nos dois últimos meses, sendo R$ 8,630 bilhões em outubro e outros R$ 7,656 bilhões, em novembro.

Para o secretário de Estado da Fazenda, Marialvo Laureano, os dados recordes de emissões de NF-e alimentam as expectativas de vendas neste final de ano. “As empresas quando compram mais é porque estão acreditando em vendas maiores nestas festas de final de ano, em especial do Natal. Esperamos que essas expectativas se concretizem e que sejam refletidas também na arrecadação de ICMS”, comentou.

No acumulado de janeiro a novembro, o volume de NF-e soma 25,712 milhões de emissões, alta de 10,93% sobre os onze meses do ano passado. A média mensal deste ano subiu para 2,337milhões de NF-e ante os 2,107 milhões do ano passado. Na Paraíba, entre indústrias; atacadistas e grande varejistas, 13,5 mil empresas estão credenciadas pela Receita Estadual para emitir NF-e.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.