Allysson Teotonio

Jornalista, publicitário e fotógrafo


Ele nos (des)mata de vergonha

Incêndios e desmatamentos sempre existiram na Amazônia, não surgiram durante o atual governo, mas um presidente da República tão incompetente, desinformado e insensível para lidar com esse problema é a primeira vez que aparece.

A agência Lupa apurou que, entre os meses de janeiro e julho de 2019, foram registrados pelo Inpe 15.924 focos de queimadas na Amazônia. Este é o maior número para a região desde 2016, e representa um crescimento de 35,6% em relação ao mesmo período do ano passado. Nos últimos 20 anos, o número médio de focos de incêndio observados nos sete primeiros meses do ano foi de 14.015 – ou seja, ligeiramente abaixo do registrado em 2019”. Ou seja, o bicho é feio e precisa ser dominado, mas não é tão feio como parece, do ponto de vista histórico. Porém, a crise tomou uma gigantesca proporção porque o governo brasileiro não tem ainda uma política ambiental clara, aliás, não sabe o que fazer. Está num mato sem cachorro.

Se Bolsonaro pelo menos fechasse a boca e deixasse o assunto nas mãos de especialistas, metade da crise já estaria resolvida. O Brasil não teria perdido milhões em ajuda financeira internacional e não seria protagonista de um vexame global, inclusive alvo de ameaça de sanções econômicas. O pensamento antiambientalista do presidente está na contramão dos países desenvolvidos. E o agronegócio brasileiro já teme problemas nas exportações.

É óbvio que existe interesse econômico internacional na Amazônia, além das questões climáticas e ambientais, não é somente bondade. Mas um governo competente saberia conciliar interesses internos e externos, administrar conflitos e reverter a crise, soberanamente. Mas o presidente prefere botar lenha na fogueira, desacreditar cientistas e usar o achismo ideológico como política ambiental. É um selvagem.

Como não sabe debelar a crise, parte para o ataque, inclusive criando inimigos imaginários. Um discurso que hoje acalenta apenas a bolha bolsonarista, que acredita que o presidente está sempre certo, e o mundo todo sempre está errado. Na cabeça de Bolsonaro e dos seus seguidores, o mundo é dominado pela esquerda, pelo comunismo e existe uma conspiração internacional para prejudicar a imagem do seu governo.

Não, presidente. O mundo sempre foi dominado pela direita e pelo capitalismo. O problema é que o senhor tem uma visão de mundo extremamente limitada mesmo. É só isso.

 

Ele nos (des)mata de vergonha

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.