Notícias de João Pessoa, paraíba, Brasil

“Ele me deu um abraço e pediu perdão”, diz motociclista que pediu a policial para não morrer

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Em um relato emocionado, o motociclista que viu um colega ser morto e outro ficar gravemente ferido ao serem confundidos por bandidos por um policial em frente a pizzaria do Paulista contou como tudo aconteceu na noite de ontem (12).

“Fiquei esperando lá de fora. Os outros chegaram, quando estacionaram o carro em frente da Pizzaria a gente foi falar com eles, de capacete na mão. Quando arrodiei pra falar com o motorista o cara já chegou atirando. Quando ele atirou no meu amigo, o meu amigo caiu, atirou no motorista, quando veio pra me matar, eu me joguei no chão, olhei pra ele chorando, falando que não sou bandido, que não me mate, pelo amor de Deus”, disse.

O jovem, que preferiu não se identificar, disse que foi aí que o policial viu o erro que tinha cometido.

“Ele viu a besteira que fez, aí baixou o revólver. Me deu a mão, me levantou, me deu um abraço e pediu perdão. Eu não disse nada com ele, nervoso, chorando, minha irmã alterada, chorando, aí ele simplesmente pegou a moto dele e foi embora”, relatou.

Como foi

A tragédia aconteceu na noite dessa quarta-feira, 12, na Pizzaria do Paulista, no bairro do Bessa. Três homens foram confundidos com assaltantes ao chegarem ao local e dois deles acabaram baleados.

O atirador ainda não foi identificado, mas a polícia já sabe quem é. O delegado Paulo Josafá informou que a identidade dele será divulgada na manhã de hoje. Ele também admitiu que foram encontrados no local cápsulas de .40, pistola de uso da PM.

Ainda de acordo com Josafá, o homem alegou que não trabalhava na pizzaria, mas teria o hábito de ir ao local todas as noites buscar o irmão que seria funcionário. Testemunhas, contudo, disseram que o PM trabalhava no estabelecimento.

Os clientes que acabaram confundidos com bandidos foram à pizzaria para uma confraternização.

O PM imaginou que o grupo estaria prestes a cometer um assalto e passou a atirar. O motorista do Uber e o passageiro foram atingidos. Fausto Targino de Moura Júnior, de 25 anos, que chegou em um carro preto que integra o serviço de Uber, acabou morrendo no Hospital de Trauma. Já o condutor do Uber, de 22 anos, passou por cirurgia e permanece internado em estado grave.

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

MAIS LIDAS

Após denunciar falsificação de documentos, Pablo Honorato é demitido da UFPB por Valdiney

UEPB: uma crise democrática

Confusão continua: TRE nega ter chancelado posse de Raissa Lacerda na Câmara

Anteriores

cicimjo

Irmão da Baronesa confirma apoio a Nabor e rejeita “picuinhas”; veja

paulmacca

Paul McCartney confirma dois shows no Brasil da turnê ‘Got back’; saiba onde

fachadaenergisa

Últimos dias para inscrições do curso de eletricista gratuito para mulheres

17187249076671a92b1e1ae_1718724907_3x2_lg

Contra riscos do smartphone, pais dão a filhos celular antigo e relógio-telefone

greveufpbmegafone

Greve de universidades federais termina após 69 dias, mas na PB ainda depende; entenda

conselheiropreso

‘Conselheiro’ de facção que ordenou incêndio de ônibus em João Pessoa é preso no RJ

Elba Ramalho em Santa Rita

Paraíba tem shows em diversos municípios nesta véspera de São João; veja programação

biliu de campina FOTO tv cultura

Biliu de Campina se despede dos palcos e ganha homenagem no São João de Campina Grande

mega sena FOTO marcello casal jr agencia brasil

Apostas de João Pessoa e do Sertão da PB ganham prêmios de R$ 38,4 mil na Mega-Sena

deputado arnaldo jardim FOTO mario agra camara deputados

Senado aprova Marco Legal do Hidrogênio e presidente de comissão comemora